19 de jul de 2017

Para evitar fechamento, Carta Capital usa presidente do PT como garota-propaganda e pede assinaturas a petistas

A senadora Gleise Hoffmmann, presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, virou garota-propaganda da Carta Capital, dirigida pelo jornalista Mina Carta. Esta semana, ela gravou vídeo pedindo para que a militância petista assine a revista, que, como alerta, “está prestes a fechar” as portas.

A senadora, em seu vídeo, chega a culpar o presidente Michel Temer pela situação financeira delicada pela revista semanal, pois, segunda ela, a equipe do peemedebista privilegia apenas veículos tradicionais, investindo somente a quem interessa. “Não tem feito uma política de mídia que seja democrática e republicana”, lamenta a política no vídeo divulgado nas redes sociais.

Para Gleisi, ser consumidor da revista criada por Mino Carta não representa apenas “salvar” o impresso. Ela afirma que se tornar assinante do título ajuda a democracia brasileira. “Queria pedir a todos companheiros e companheiras que ainda não têm uma assinatura da Carta Capital: que façam essa assinatura. É muito fácil”, diz a senadora, no momento em que é exibido o endereço assinecarta.com.br

Quem acessa a página vê que pode se tornar um “sócio” da publicação pagando a partir de R$ 10,90 por mês.


(Do portal Comunique-se)

Nenhum comentário: