22 de jul de 2017

Preço do combustíveis em São Luís é reajustado numa média de 17% após aumento do PIS e Cofins

GIRO ECONÔMICO

Quem acompanhou o bombardeio da grande imprensa sobre os impactos do reajuste nas alíquotas do PIS/Cofins nos preços da gasolina e do óleo diesel, teve uma grata surpresa ao chegar nos postos de combustíveis na manhã desta sexta-feira (20), em São Luís, pois, ao contrário de R$ 0,40 a mais, como alguns veículos chegaram a anunciar que seriam acrescidos de imediato, encontraram preço abaixo de R$ 3,00 pelo litro da gasolina, mas os aumentos foram se confirmando com o passar das horas. 

No bairro do Anil, por exemplo, o posto Ale, próximo ao Supermercado Maciel e ao Uniceuma, onde o combustível era comercializado até quarta-feira (19) a R$ 3,09, estava sendo comercializado a R$ 2,99, fosse a dinheiro ou cartão de débito e crédito. Já num posto Shell no bairro da Camboa, o produto poderia ser encontrado em duas modalidades de preço: R$ 3,09 para pagamento a dinheiro ou cartão de débito e R$ 3,29 no cartão de crédito. Maior variedade era encontrada num posto Petrobras do São Francisco, onde havia três diferenças de preço só para a gasolina: aditivada a R$ 3,39 (à vista ou a crédito), comum a R$ 3,09 (dinheiro ou débito) e comum a R$ 3,29 (cartão de crédito).

No final do dia, todos postos estavam com preços reajustados, alguns com variação acima de 17%, e onde custava R$ 2,99 passou para R$ 3,50 e foram desaparecendo os preços diferenciado para compras a vista e a crédito.

Exposição - Em 2018, Imperatriz poderá ser considerada a capital do agronegócio no Maranhão, pois sediará dois dos maiores eventos rurais do estado, já que, além da Expoimp, tradicionalmente realizada em junho, será a primeira cidade a receber o projeto itinerante da Associação dos Criadores do Maranhão (Ascem) para Expoema, programada para 14 a 21 de outubro em São Luís, sendo que esta 60ª versão marcará sua despedida do Parque Independência, pois será realizada em diferentes regiões do estado.

Combustíveis - O aumento do PIS/Cofins terá grande impacto nos preços de combustíveis, segundo alerta do presidente do sindicato dos postos, Orlando Santos, pois as distribuidoras vão repassar para os varejistas esse aumento e estes, inevitavelmente, para o consumidor final. “Entendemos que o aumento da carga tributária é especialmente prejudicial num quadro de recessão, pois transfere recursos do setor privado para o público. Perdem todos: empresas, consumidores e a sociedade em geral”, acrescenta ele.

O empresário Zildene Falcão, proprietário da Rádio e TV São Luís e da Dimapi, distribuidora das principais revistas do país, é o destaque de capa da revista Lojista, da Câmara dos Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL), editada sob responsabilidade da Intermídia.









Na visita às instalações do Senai, o superintendente do Sebrae Maranhão, João Martins (E), com Marco Moura da Silva, diretor do órgão de capacitação profissional para o setor industrial



Pesquisas - Ao que tudo indica os institutos de pesquisa de opinião pública vão aumentar, em muito, o seu faturamento até o final do ano, pois a fim de se viabilizarem perante a população para pressionar apoios às suas candidaturas, postulantes a todos os tipos de cargos estão encomendando levantamentos, e para que se tenha ideia, num espaço de tempo inferior a trinta dias, foram divulgadas mais de cinco, e estas contribuíram mais para confundir do que orientar o eleitor, já que cada uma traz seus exageros.

Parceria - O diretor do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial no Maranhão (Senai_MA), Marco Moura da Silva, recebeu, quinta-feira (20), uma equipe do Sebrae Maranhão, conhecer os Centros de Educação Profissional e Tecnológica (CEPTs) do órgão. Foram visitados os centros de educação da região Itaqui-Bacanga, Distrito Industrial e Raimundo Franco Teixeira, no Monte Castelo, que oferecem cursos em Eletrônica, Automação, Construção Civil, Eletricidade, Panificação e Confeitaria, Soldagem etc.

Nenhum comentário: