29 de ago de 2017

André Fufuca classifica como uma "maratona" a corrida para votação de matérias na Câmara sob sua presidência

André Fufuca com Michel Temer e Rodrigo Maia, na Base Aérea de Brasília,
onde acompanhou a transmissão de cargo de presidente da República
O deputado André Fufuca (PP-MA) assumiu nesta terça-feira (29) a presidência da Câmara Federal, em substituição a Rodrigo Maia (DEM-RJ), que vai ocupar a Presidência da República durante a viagem de Michel Temer à China, com a árdua missão de dar andamento a votações de matérias polêmicas, como a Reforma Política e a proposta do Executivo que muda os juros de empréstimos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

“Será uma maratona. Em primeiro lugar, temos a votação dos vetos (em sessão do Congresso), logo após a Comissão Mista de Orçamento (revisão da meta fiscal) e aí colocaremos os destaques da MP. Após isso, outra sessão do Congresso Nacional. Votaremos até quando tiver quórum”, disse Fufuca.

Fufuca se reuniu na residência oficial da presidência da Câmara com Rodrigo Maia e líderes partidários do Congresso, após a transmissão do cargo na Base Aérea de Brasília. Maia, que estará no exercício da Presidência da República até o dia 6 de setembro, por conta da viagem de Michel Temer à China, havia convocado a reunião para definir as estratégias de votação da reforma política.

Ao comentar sobre as propostas de emenda à Constituição (PECs) que modificam o sistema eleitoral, Fufuca sustentou que pretende colocar em votação, na quarta-feira (30) pela manhã, a PEC 282/16, uma das partes da reforma política em discussão.

Nenhum comentário: