12 de ago de 2017

Com vocação para ditador, ex-presidente Lula adverte: "Se eu ganhar, vou regular os meios de comunicação"

Num pronunciamento nesta sexta-feira (11) na Faculdade Nacional de Direito (FND) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez uma grave ameaça à liberdade de expressão ao afirmar que se for eleito novamente presidente da República vai regular os meios de comunicação. Ao criticar a imprensa, o Lula disse que ela acabou por "parir" a candidatura de Jair Bolsonaro (PEN), que ele considera um político de extrema-direita.

Ao centrar suas críticas aos meios de comunicação, Lula disse ter arrependimento de não ter feito isso nos dois governos em que foi presidente. "A Dilma errou e eu errei quando não fizemos a regulação dos meios de comunicação. Eles têm que saber que eles vão ter que trabalhar muito para não deixar que eu volte a ser candidato. Se eu for candidato, eu vou ganhar e vou fazer a regulação dos meios de comunicação", afirmou.

Dilma Rousseff barrou projetos sobre o tema em seu primeiro mandato. Já no segundo chegou a debater a eventual regulamentação econômica da mídia, com base no fato da Constituição impedir a formação de monopólios ou oligopólios nos meios de comunicação. Na ocasião, críticos disseram que mudanças poderiam resultar em controle da imprensa e restrições.

(Com dados do UOL)

Nenhum comentário: