3 de ago de 2017

Eliziane usou o mesmo discurso a favor do impeachment de Dilma para votar contra o presidente Michel Temer

Uma das maiores entusiastas do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), a deputada federal Eliziane Gama (PPS) faz agora um grande esforço para afagar a "esquerda" com seu voto a favor da investigação do presidente Michel Temer (PMDB) e com a mesma contundência com que dizia que os problemas do Brasil eram culpa de Dilma, agora afirma que são de Temer. Dos que votaram pelo impeachment, da bancada maranhense, ela foi a única a ficar a favor das investigações de Temer.

Quando chamada ao microfone para dar o seu voto, nesta quarta-feira (02), a parlamentar foi contundente: “Em nome do nosso povo simples, honesto e trabalhador e contra a corrupção no nosso país e, sobretudo, porque ninguém está acima da lei, voto contra o presidente Temer”.

O entusiasmo só é comparado ao discurso feito em 16 de abril de 2016, quando votou pela troca de Dilma por Temer. “Senhor presidente, pelo combate da corrupção que ficou cristalizada nesse governo, em nome da força do meu Maranhão, em nome da força da minha São Luís, em nome da minha força da gente nordestina, eu voto sim ao impeachment da presidente”.

Antes de votar, Eliziane fez um discurso mais inflamado: “A crise que o Brasil vive tem nome: é Temer. E a crise vai continuar. Este é um governo precário. O mais coerente é a gente finalizar este processo e colocar o Brasil nos trilhos e sair deste momento de crise política, econômica e de ética. Por isto, vamos votar pela admissão desta denúncia”.

No sábado, 15 de abril de 2016, véspera da votação do impeachment de Dilma, a deputada também foi contundente. "Na verdade, o que a presidente faz é criar táticas para menosprezar a Lei de Responsabilidade Fiscal... Nesse sentido, surgiu a crise que nós estamos vivendo no nosso Brasil. Os nossos bancos, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, hoje estão vulneráveis e estamos vivendo a pior recessão dos últimos vinte anos. Tudo isso exatamente pelas ações irresponsáveis do governo".

Como se sabe, a posição de Eliziane pró-impeachment, custou a ela um fracasso na disputa pela Prefeitura de São Luís, pois de líder nas pesquisas, acabou em quarto lugar. Agora, com seu voto contra o presidente, pretende se viabilizar candidata ao Senado.

Nenhum comentário: