2 de ago de 2017

Em postagem irada no Twitter, Flávio Dino diz que "Oligarquia" não voltará a explorar o povo do Maranhão

Em duas postagens iradas na manhã desta quarta-feira (02) no Twitter, o governador Flávio Dino (PCdoB), ao defender as realizações do seu governo, fez uma previsão catastrófica aos adversários. "A oligarquia não realizará sua obsessão de voltar a explorar o povo do Maranhão para obter fortunas pessoais", disse ele em tom raivoso.

A reação do governador foi em especial às críticas ao seu programa Escola Digna, um conjunto de obras de construção e reformas de estabelecimentos de ensino, que, de acordo com dados oficiais, já superam 300. 

Segundo o governador, em dois anos e meio ele reformou e construiu mais do que em todas as décadas da oligarquia, ou seja, caiu em contradição, pois esqueceu que se reformou tantas assim no campo da Educação é porque as escolas foram construídas antes dele ser empossado em 2015 e ao generalizar nas críticas, não poupou os cinco anos do governo de José Reinaldo Tavares e os dois anos e meio de Jackson Lago, ambos de legendas aliadas ao Palácio dos Leões.

Uma das críticas mais contundentes a Flávio Dino foi feita segunda-feira (31 de julho), publica por este blog, nesta terça-feira (1°), pelo senador João Alberto (PMDB), que mostrou ter o atual governador realizado muito menos em São Luís do que seus antecessores, de José Sarney a Roseana.

Na primeira postagem, diz o governador: "Em 2 anos construímos e reformamos mais escolas do que todas as décadas de governos da oligarquia. Por isso atacam o Programa Escola Digna". Na segunda, foi mais incisivo: "Por este e outros motivos, a oligarquia não realizará sua obsessão de voltar a explorar o povo do Maranhão para obter fortunas pessoais".


Nenhum comentário: