20 de ago de 2017

Funcionamento de supermercado em horário estendido vai depende de negociação entre patrões e empregados

GIRO ECONÔMICO

A possibilidade de funcionamento em São Luís das lojas de supermercados em horários estendidos, inclusive aos domingos e feriados, esbarra num acordo coletivo de trabalho firmado entre o Sindicato do Comércio Varejista e o Sindicato dos Comerciários, pelo qual foi firmado o fechamento dessas empresas nas tardes de domingo e em alguns feriados: 1º de janeiro, Dia do Trabalho, Natal e Dia do Comerciário (flutuante), após lei federal do ex-presidente Fernando Henrique sobre funcionamento livre do comércio, que tornou sem efeito a lei municipal que disciplinava o horário do comércio.

Como o acordo tem força de lei, o que foi reforçado pela reforma trabalhista, para que possam ter o mesmo de tempo de funcionamento das empresas atividades consideradas essenciais, como é o caso das farmácias e drogarias, as negociações não serão fáceis.

Para abrirem mão desse direito, os comerciários vão jogar pesado, exigindo comprovação real de mais contratações, novo piso salarial, valores de horas extras, folga e uma série de outras compensações.

Mortadela - O governador Flávio Dino e o ex-ministro Ciro Gomes parecia estarem participando do Master Chef, ao colocarem suas receitas gastronômicas no debate sobre conjuntura econômica, sexta-feira (18) na Assembleia Legislativa, num evento do Conselho de Economia (Corecon). Ao pregar a paz entre os brasileiros, Ciro disse que é preciso acabar com esse debate entre coxinhas (tucanos) e mortadelas (petistas), ao que o governador emendou e sugeriu que para pôr fim à briga passasse a se fazer coxinha de mortadela.

Imposto - Na palestra proferida, sexta-feira (18), no encerramento da Semana do Economista, o ex-ministro Ciro Gomes disse que é surpreendente como no Brasil ninguém gosta de pagar imposto e os que mais criticam são os pobres, justamente os que não pagam mas recebem benefícios por conta da arrecadação de tributos, já que deste dinheiro é que vem a recuperação de estradas, escolas e hospitais públicos etc. De fato, também nos anos 1960/80, os que mais temiam comunismo eram os pobres, que não tinham nada a perder.

Inclusão - O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) realiza quarta-feira (23) a III edição estadual do Fórum Senai de Inclusão: diversidade social e profissional das Pessoas com Deficiência (PcD). A programação traz palestras com especialistas no tema, além de casos de sucesso. 












No encerramento da Semana do Economista, sexta-feira (18), na Assembleia Legislativa, os palestrantes Ciro Gomes (E) e Flávio Dino com o presidente do Corecon, Frednand Bezerra

Reeleição - O Conselho Superior da Associação Comercial do Maranhão tem reunião agendada para a próxima terça-feira (22), oportunidade em que será debatida, dentre outros temas, a realização de uma assembleia geral, para deliberar sobre as mudanças estatutárias que trazem como principal inovação a duração do mandato dos diretores, que passará de dois para três anos, mas direito à reeleição. Se acatada a proposta, o mandato de Felipe Mussalém, que encerraria em dezembro do próximo ano, irá até o final de 2019.

Estudante - O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) está participando, no Shopping da Ilha, do “Te orienta, estudante!”, evento que prossegue até este domingo (20), voltado para estimular a aprendizagem e o desenvolvimento de alunos do ensino médio, vestibulandos, universitários e profissionais recém-formados. Além de um estande onde o órgão apresenta seu portfólio de serviços, os visitantes têm direito a um aulão com dicas de redação e uma aula-show com técnicas de maquiagem.

Nenhum comentário: