9 de ago de 2017

Indústria do arroz pede unificação na cobrança do ICMS para que haja diminuição do preço da cesta básica


GIRO ECONÔMICO

A Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz) apresentou uma sugestão para a futura equalização do ICMS sobre esses produtos para que a cesta básica entre os estados mantenha sua competitividade nas unidades federativas e, ao mesmo tempo, beneficie a parcela da população de baixa renda, com queda no seu custo. Segundo a diretora executiva da associação, Andressa Silva, as diferenças de alíquotas existentes no país resultam em distorções incompatíveis com o panorama econômico atual. 

“A uniformização do ICMS dá segurança para a cadeia produtiva, mas, especialmente, para o consumidor”, destaca. No cenário atual, em que o ICMS pode variar de 0% a 12% dependendo do Estado, explica Andressa, as disparidades de preço em itens básicos como o arroz, feijão e café têm o potencial de desequilibrar o orçamento familiar.

A PEC que uniformiza o ICMS foi apresentada em 2015 pela senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS), com o forte argumento de que entre os gastos totais, os alimentos correspondem a quase 30% das despesas familiares. 

Enredo - A Flor do Samba definiu como enredo para o carnaval de 2018 os cem anos do município de Balsas, e no desfile vai mostrar como o ele se desenvolveu pela força do agronegócio, com destaque também para quem se revelou para o mundo dos negócios, como é o caso do empresário Ilson Mateus, do Grupo Mateus, que de uma pequena mercearia criada na cidade, tornou-se um dos maiores empresários do ramo varejista do Brasil, mas a escola vai enaltecer também a cultura, o turismo, a religiosidade etc.

Reformas - Os deputados maranhenses que estão em Brasília votando a favor das reformas tão reivindicadas pelas classes empresariais e outros segmentos da sociedade reclamam do tratamento que vêm recebendo das entidades patronais, pois estas silenciam, ou seja, não reconhecem publicamente seus esforços, porém os sindicatos e centrais de trabalhadores investem em publicidade para jogá-los contra a sociedade, afirmando, inclusive, que não merecem voltar ao Congresso, ou seja, pagam preço muito alto.

Homenagem - A sessão plenária desta quarta-feira (09) na Associação Comercial do Maranhão será marcada por uma homenagem à sua ex-presidente, Luzia Rezende, que terá sua foto afixada na galeria dos ex-presidentes da Casa. Ela foi a primeira mulher a dirigir a mais tradicional entidade patronal do estado.







Luzia Rezende (E), no registro com o marido, Marcelo, e o ex-presidente Roberto Albuquerque (com Virgínia) será homenageada nesta quarta-feira, na Associação Comercial do Maranhão

Aniversário - O Banco da Amazônia reúne convidados, sábado (12), a partir das 20h, no Palazzo Eventos, no Araçagi, para as comemorações dos seus 75 anos de fundação. Na oportunidade, o superintendente estadual, Gilberto Pires, fará a apresentação de um balanço das principais ações desenvolvidas pela instituição financeira para promover o desenvolvimento dos estados da Amazônia Legal, com destaque o Maranhão, onde sua presença é forte, principalmente, no fomento do agronegócio. 

Revitalização - A coordenação do IV seminário Revitalização dos Rios Maranhenses e Suas Nascentes, que será realizado em Grajaú, marcou para dia 25 deste mês a data do evento, que tem como objetivo a criação de políticas públicas para a recuperação das bacias hidrográficas do Maranhão. O seminário é uma promoção do Instituto Cidade Solidária e o Movimento Ensinando e Aprendendo- MEA. As três primeiras edições ocorreram este ano nas cidades de São Luís, Pedreiras e Caxias.

Nenhum comentário: