8 de ago de 2017

João Alberto nomeia nesta terça-feira relator que vai analisar denúncia contra senadoras do PT, PMDB e PCdoB

O presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado, João Alberto de Souza (PMDB), vai escolher, em reunião nesta terça-feira (08), marcada para começar às 15h, o relator do processo contra senadoras de oposição que ocuparam a mesa do Plenário para impedir o início da votação da reforma trabalhista. Segundo João Alberto Souza, o relator pode transformar a denúncia em representação se considerar o caso grave. A representação tem como pena máxima a perda do mandato.

Para o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) a comissão “não tem credencial moral um conselho de ética que anistiou um senador com volumosas provas de corrupção para fazer qualquer tipo de advertência contra quem quer que seja”.

As senadoras investigadas são Fátima Bezerra (PT-RN), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Lídice da Mata (PSB-BA) e Kátia Abreu (PMDB-TO), que no dia 11 de julho protagonizaram uma cena inusitada no parlamento ao ocuparem a mesa diretora dos trabalhos e impedirem que o presidente da Casa, Eunício Oliveira, desse continuidade à sessão em que foi votada a Reforma Trabalhista.

Nenhum comentário: