24 de out de 2017

Governo dá como recuperada delegacia de polícia que juiz de Carutapera determinou a sua imediata reforma

Chama atenção na nota da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) divulgada sábado (21), em que anuncia a transferência de 12 presos de custódia da delegacia de polícia de Barra do Corda, onde o comerciante Francisco Ednei morreu após ficar exposto ao sol e ao sereno por mais de 18 horas, a menção feita sobre as unidades policiais já recuperadas pelo Governo do Estado desde 2015, pois uma delas, a de Carutapera, é a mesma que o juiz Alexandre Mesquita determinou, dia 18 deste mês a sua imediata reforma. Leia reportagem em Maranhão Hoje.

A ação do juiz foi baseada na denúncia do promotor Luciano Canavarro, que, ao relatar o caos na segurança pública no município, diz: “Impotente, a Polícia Civil tem sobrevivido mediante ajudas informais dos Poderes Públicos Municipais, dos empresários e demais cidadãos de bem assombrados com a quase completa ausência do Estado e presença, cada vez maior, do crime organizado”, afirmou, na ação, o membro do MPMA.

De acordo com a determinação judicial, o governo deve designar oito novos policiais militares, um delegado de polícia titular, quatro agentes da Polícia Civil e dois escrivães para Carutapera. Em relação à existência de carceragem nas delegacias, "devem ser realizadas reformas estruturais a fim de deixar os imóveis com condições de funcionamento".

Na nota da Seap na menção sobre reformas de delegacias, está destacado: "Desde 2015, a Secretaria vem trabalhando para transformar carceragens de delegacias em unidades prisionais, como já ocorreu em Cururupu, Carutapera, Governador Nunes Freire, Grajaú, Presidente Dutra e Zé Doca".

Resta saber com quem está a verdade, se com o promotor Luciano Canavarro, com o juiz Alexandre Mesquita ou com o secretário de Administração Penitenciária, Murilo Andrade.

Nenhum comentário: