21 de out de 2017

Ministro das Cidades entrega 500 unidades habitacionais no município de Buriticupu pelo Minha Casa Minha Vida


buriticupu interna

GIRO ECONÔMICO

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, ao entregar, nesta quinta-feira (19), 500 unidades habitacionais em Buriticupu, no estado do Maranhão, disse que para um governo ter credibilidade tem que pagar as suas contas e “é isso que estamos cuidando com esse programa fundamental para o país, importante para todos nós. As unidades fazem parte do Residencial Nova Buriticupu 1, empreendimento contratado na segunda fase do Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV), na modalidade Faixa 1. 

Estima-se que 2 mil pessoas foram beneficiadas na região. De acordo com o ministro, é essencial que cada morador cuide de seu imóvel com muito zelo. “Não devemos deixar ninguém alugar, nem vender esse sonho. Porque o esforço da sociedade brasileira é muito grande para se construir tantas casas como essas”, acrescentou.

Uma das contempladas, Julié da Conceição Silva, era só alegria: “Meu maior sonho está sendo realizado hoje. Ter minha casa para morar com os meus dois filhos”, comemorou.

Americanas - Com a inauguração de uma filial em Caxias, passaram a funcionar no estado 24 lojas das Americanas, cuja rede nacional é de 1.150 pontos de venda. A unidade caxiense terá modelo tradicional com sortimento de 60 mil itens de 4 mil empresas diferentes e sua abertura faz parte do plano de expansão lançado em 2014, que prevê a colocação em funcionamento de 800 novas lojas até 2019 com um investimentos de R$ 4 bilhões em todo o país. A Lojas Americanas foi fundada em 1929 e está presente em todo o país.

Alcoa - A Alcoa conquistou o primeiro lugar na categoria siderurgia do Guia Melhores Empresas Para Você Trabalhar, publicação especial da revista Você S/A, reconhecida como referência nacional nas áreas de gestão de pessoas e bom ambiente organizacional. O evento foi realizado terça-feira (17), em São Paulo, e premiou empresas de 19 setores econômicos. O ranking das melhores empresas para se trabalhar é elaborado em parceria com a Fundação Instituto de Administração da USP (FIA).

Cavalo - O pecuarista Leonardo Paz imaginava fazer bons negócios na 60ª Expoema com a venda de cobertura de um cavalo Quarto de Milha de sua propriedade, mas não esperava faturar tanto, pois logo nos primeiros dias do evento vendeu o animal pela bagatela de R$ 160 mil.







Na solenidade em que recebeu a Medalha Manoel Bequimão, quinta-feira (19), na Assembleia Legislativa, o empresário Zeca Belo sendo cumprimento pelo autor da proposta, Max Barros, sob o olhar de Eduardo Braide, que presidiu a sessão



Acessibilidade - O Ministério Público resolveu alertar a Associação dos Criadores sobre as normas de acessibilidade a pessoas portadoras de deficiência física no Parque Independência durante a 60ª Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema), mas o atendimento foi prejudicado porque o órgão, sem saber que a entidade trocou de comando há mais de um ano, mandou o ofício para o ex-presidente José Assub Neto, além de ter errado o endereço, pois a Ascem não funciona mais no Parque Independência e sim no Calhau.

Conhecimento - Ao proferir palestra quinta-feira (19), no Parque Independência, sobre Integração Lavoura Pecuária e Floresta, a agrônoma Gisella Introvine, superintendente da Fundação de Amparo à Pesquisa no Corredor de Exportação Norte (Fapcen), ao mostrar quanto é importante o conhecimento para se desenvolver a agropecuária de modo correto, lembrou que antes os pais diziam aos filhos: “se não querem ficar na roça vão estudar”. Hoje, o conselho é outro: “se quiserem ficar aqui no campo, vão estudar”.

Nenhum comentário: