17 de nov de 2017

Ao rebater operação da PF, Flávio Dino diz que nunca vai se envolver com problemas na Justiça nem na Polícia

 Na nota distribuída nesta sexta-feira (17) em que se manifesta sobre a Operação Pegadores da Polícia Federal, que investiga desvio de dinheiro público na Secretaria de Saúde, o governador Flávio Dino (PCdoB) utilizou o mesmo método das respostas para outros casos de sua administração e atacou a família da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB). "Quanto à oligarquia Sarney/Murad, falta-lhes condições mínimas para falar em moralidade. Que cuidem dos seus problemas na Polícia e na Justiça. São muitos".

Num outro trecho, Flávio Dino chega a profetizar que jamais se envolverá em questões com a Justiça e com a polícia. Diz ele: "Desde 2015, é esse desespero de me nivelar a eles (família Sarney), para dizer que ´nada mudou`. Mas o fato objetivo é que não tenho nenhum problema pessoal na Polícia ou na Justiça. E assim continuarei".

O governador atribui os casos levantados, que a Polícia Federal diz terem começado em janeiro de 2015, ao modelo de gestão da rede hospitalar por ele herdado. "O modelo que herdamos foi que originou as operações da Polícia Federal. Não se desmonta isso em semanas ou meses, sobretudo em um serviço que não pode parar, como a saúde". Leia reportagem em Maranhão Hoje.

Nenhum comentário: