30 de nov de 2017

Ex-prefeito Léo Costa diz que aguarda o PSDB se limpar de Flávio Dino para assinar ficha de filiação ao partido

Léo Costa (C) com o prefeito João Dória e o senador Roberto Rocha. Filiação
ao PSDB depende apenas do partido se limpar do governador Flávio Dino
O ex-prefeito de Barreirinhas Léo Costa anunciou nesta quinta-feira (30) que está aguardando apenas o PSDB se limpar completamente do que ainda lhe resta do Governo do Estado para assinar fichar de filiação. "Enquanto tiver algum vínculo com o governador Flávio Dino (PCdoB) não entro, pois não quero aproximação com nada que tenha ligação a ele", acentuou, numa referência ao fato de o vice-governador Carlos Brandão ainda alimentar esperança de retornar ao comando da legenda.

Léo Costa destacou que está deixando o PDT como "uma profunda dor no coração", mas não poderia continuar militando no partido que ajudou a construir depois da traição do governador e do atual dirigente da legenda, o deputado federal Weverton Rocha. A mágoa se deve ao fato de, mesmo sendo prefeito com chances reais de reeleição, foi preterido em troca de um projeto que visava à eleição do ex-juiz Amílcar Rocha, que disputou pelo PCdoB, mas foi derrota pelo peemedebista Albérico Filho. Ele diz que até hoje não entendeu o porquê dessa traição, já que era um dos prefeitos mais leais ao governador, a quem ajudou a eleger em 2014.

Léo diz que ainda não tem definido o seu futuro, mas garante que continuará militando na política e, com certeza, vai estar num palanque contra o governador em 2018. Como está prestes a entrar no PSDB, esse candidato deve ser Roberto Rocha. Nesta quinta, ele prestigiou o encontro promovido pelo senador com o prefeito de São Paulo, João Dória Júnior, a quem deu como brindes um conjunto de imagens dos Lençóis Maranhenses.

Nenhum comentário: