28 de nov de 2017

Flávio Dino comemora adesão ao seu projeto de reeleição do PR, cujo presidente nacional é um foragido da Justiça

Josemar do Maranhãozinho (C) com o secretário Marcelo Tavares (E), chefe da
Casa Civil do Estado, e o governador Flávio Dino aproximam PR do PCdoB
O governador Flávio Dino (PCdoB) comemorou neste fim de semana a sinalização do Partido da República (PR) ao seu projeto de reeleição, o que ficou mais claro após participar do encontro da legenda, em Santa Inês. Não é uma das legendas, cujo linha programática e exemplo de seus membros mais se aproximam dos ideias defendidas pelos comunistas, mas em tempos de eleição, tudo vale.

Para que se tenha ideia do que representa o PR, seu presidente nacional, Antônio Carlos Rodrigues, é um foragido da Justiça, acusado de manter com o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho uma das maiores "organizações criminosas", segundo a Justiça Federal e a Polícia Federal que investigam a atuação que tinham a partir da Prefeitura de Campos, no interior fluminense. Garotinho e sua mulher, Rosinha, também ex-governadora do Rio e filiada ao PR, estão presos.

A força do PR no Maranhão chama-se Josemar do Maranhãozinho, deputado estadual que vale mais do que todo o partido. Ele garante ter votos suficientes para se eleger deputado federal e ainda levar mais um consigo para Brasília, ou seja, tem um patrimônio eleitoral invejável, exercendo forte influência nas regiões da Baixada e do Gurupi, daí a comemoração do governador pela aproximação.

Nenhum comentário: