25 de nov de 2017

Sarney dá uma pausa na articulação para candidatura de Roseana e vai ao México abrir Feira Internacional do Livro

Colocado no olho de um furacão pelo governador Flávio Dino (PCdoB) e seus aliados, porque a Polícia Federal desvendou um esquema de roubalheira do dinheiro público na Secretaria Estadual da Saúde, e Sua Excelência acha que isto foi ideia sua, o ex-senador José Sarney (PMDB-AP) assiste a tudo de longe. Neste sábado (25) em Guadalajara (México), ele profere palestra na abertura da Feira Internacional do Livro, que reunirá escritores e intelectuais de mais de 40 países do mundo.

Além da palestra, Sarney vai autografar a nova edição do seu romance A Duquesa Vale uma Missa.

Apesar de neste momento estar focado na literatura, o ex-senador não descuida de sua principal arte: a política. Ele continua trabalhando intensamente para viabilizar a candidatura da filha, Roseana, ao governo do estado em 2018, quando deverá ser a principal adversária do governador Flávio Dino, que tentará a reeleição. Os dois já se enfrentaram uma vez, em 2010, com vitória dela, que se eleita irá pela quinta vez para o Palácio dos Leões.

Sobre a especulação de Dino ao envolvimento de Sarney na investigação que maculou o seu governo, ele acha que o fato de Fernando Segóvia, novo diretor-geral da Polícia Federal, ter sido indicado pelo ex-senador, que continua fora da política mas perto do poder, isto contribuiu para desencadear a Operação Pegadores, porém todos os fatos estão ligados a 2015 e tem como principal articuladora do esquema a ex-secretária adjunta Rosângela Curado (PDT), que foi candidata a prefeita de Imperatriz com apoio do Palácio dos Leões.

Nenhum comentário: