12 de nov de 2017

Senai premia as dez empresas que mais se destacaram pelo programa Brasil Mais Competitivo no Maranhão

GIRO ECONÔMICO

Dez empresas de São Luís foram certificadas pela participação no Programa Brasil Mais Produtivo, em evento realizada quinta-feira (09), na Expo Indústria. O programa, executado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), é uma iniciativa do Governo Federal que visa a aumentar a produtividade de empresas industriais, com a promoção de melhorias rápidas, de baixo custo e alto impacto. 

 As certificadas são Inova Ambientes, Maranhão Colchões, Colchoes Cazdol, Design Prime, República Indústria de Uniformes, Costuraria & Laundromat, Água Viva Malharia, Eggos Malharia e Serigrafia, Malharia Vitoria e Malharia RDG. Segundo o diretor do Senai, Marco Moura Silva, foram trabalhadas 26 empresas dos ramos moveleiro e de vestuário e o número de certificadas no estado superou a média nacional.

“O Senai Maranhão alcançou o primeiro lugar em resultado perante os demais estados nacionais. Nós obtivemos uma média de 73% de produtividade, em relação à média nacional de 50%. 

Bacabeira - A prefeita de Bacabeira, Fernanda Gonçalo, está mais otimista com a possibilidade de uma siderúrgica de capital chinês em seu município, depois do anúncio de que o escritório da empresa começa a ser montado ainda no início de 2018 a fim de que as obras sejam iniciadas. Quanto à refinaria, de capital iraniano e indiano, ela diz estar menos confiante, porque depois da visita de executivos deste país ao município o assunto esfriou, ou seja, pode até sair do papel, mas num processo mais lento.

Gasolina - O preço médio da gasolina atingiu o valor de R$ 3,93, segundo levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nos primeiros dez meses de novembro, e o Maranhão aparece como o estado onde o combustível tem o preço médio nacional mais baixo, R$ 3,65, ficando o Acre como o estado onde ele é mais elevado, R$ 4,52. De acordo com o levantamento feito em seis municípios maranhenses, São Luís tem menor valor, R$ 3,57, e Balsas, o maior, R$ 4,00.

Duplicação - Quem trafega pela BR 135 começa a alimentar sonhos de em breve pode fazer uma viagem mais tranquila, entrando ou saindo de São Luís, pois a obras para sua duplicação até Miranda do Norte estão a pleno vapor





No encontro com empresário na Federação das Indústrias, sexta-feira (10), o superintendente da Sudene, Marcelo Neves, com o presidente da Fiema, Edilson Baldez, e conselheiro da Fiema Luiz Fernando Rener


Agronegócio - No discurso proferido quarta-feira (08), na abertura da Expo Indústria, encerrada nesta sexta, o governador Flávio Dino (PCdoB) fez um justo reconhecimento ao agronegócio, pois ele diz ter a nítida convicção de que as projeções para o PIB do Maranhão este ano que apontam para um crescimento acima da média nacional e deve ficar em torno de 2,5%, se deve, em boa parte ao bom desempenho do agronegócio, que vem sendo responsável também pela boa movimentação de cargas no Porto do Itaqui.

Chery - Os veículos chineses da marca Chery, representada em São Luís pela Auvepar, vão ser fabricados no Brasil, por meio de uma parceria com a Caoa, maior conglomerado de distribuição e fabricação de automóveis da América Latina. As duas empresas se uniram para lançar a Caoa Chery, montadora 100% nacional, a ser instalada em Jacareí, no interior de São Paulo. A parceria agrega a tecnologia de ponta de uma das maiores indústrias chinesas com a experiência do time de engenheiros e tecnólogos da Caoa.

Nenhum comentário: