1 de dez de 2017

Economia brasileira melhorou, mas a popularidade do presidente é baixa por causa da corrupção no governo

GIRO ECONÔMICO

Último palestrante do ano do projeto Maranhão Business, criado pela Associação Comercial do Maranhão para orientar o empresariado local em suas tomadas de decisão, o economista Ricardo Amorim disse nesta quarta-feira (29), antes da palestra proferida no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, onde falou sobre os cenários políticos para 2018, que não restam dúvidas de que a economia do Brasil melhorou desde o impeachment da ex-presidente Dilma, com recuperação nas vendas de supermercados, automóveis e até mesmo a geração de empregos, embora ainda haja um grande contingente de desempregados. 

O problema é que esses indicadores não se traduzem em popularidade para o presidente Michel Temer e a causa, segundo ele, é o alto índice de corrupção que ainda contamina o governo.

Amorim diz que dificilmente o ex-presidente Lula poderá se candidatar em 2018, pois certamente será condenado em segunda instância, mas se puder, e vencer, não mudará a economia. Seus alvos, acredita, serão os meios de comunicação e o Judiciário, que certamente vai querer aparelhar.

Vira Vida - O Serviço Social da Indústria (Sesi) realizou, terça-feira (28), a formatura de 182 alunos do Programa ViraVida, de São Luís e Rosário, evento que contou com a presença do presidente do Conselho Nacional do órgão, João Henrique Sousa. Criado em 2008, o ViraVira é um dos exemplos de como a educação e a qualificação profissional podem mudar a vida de adolescentes e jovens em extrema vulnerabilidade, pois desenvolve as potencialidades cognitivas, socioemocionais, qualificação profissional e inserção social.

Agritec - A Feira da Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão (Agritec), a ser realizada em Cururupu, de 7 a 9 de dezembro, contará com palestras de técnicos da Embrapa Cocais sobre propagação rápida de manivas e tecnologias de produção para os cultivos biofortificados e a importância de cultivos biofortificados, que serão proferidas pelo chefe de transferência de tecnologia, Carlos Eugênio Vitoriano Lopes. Vai haver ainda atividades sobre o Embrapa Escola e a prospecção de demandas tecnológicas.

Sucam - Servidores da extinta Superintendência de Campanhas de Saúde Pública (Sucam) podem ser indenizados em até 130 salários mínimos para compensar a exposição ao DDT no trabalho de combate à Malária. É o que prevê proposta do senador Valdir Raupp (PMDB-RO), que diz haver um grande número desses servidores enfrentando problemas de saúde, inclusive o câncer.








O economista Carlos Amorim (D), com o presidente da Associação Comercial do Maranhão, na última palestra do ano do projeto Maranhão Business, realizada quarta-feira (29)



Escola
- A Suzano Papel e Celuloses, que nesta quarta-feira (29) inaugurou a sua plataforma para produção de papel higiênico na fábrica de Imperatriz, é uma das empresas que mais contribuem para o programa Escola Digna do Governo do Estado. Graças a seu financiamento pelo seis escolas de taipa e palha foram substituídas por construções de alvenaria e telha. Esse engajamento é apenas uma das várias ações sociais que desenvolve no Maranhão para compensar os impactos de seus investimentos.

Maçonaria - O Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica do Maranhão, Ubiratan João de Castro, participa até segunda-feira (04), em Paris (França), das celebrações pelos 104 anos da Grande Loja Maçônica Francesa. A participação da Glema no evento mostra quanto a instituição é forte nacional e internacionalmente, segundo seu presidente. A programação foi aberta nesta quinta-feira (30), com a recepção a todos maçons do mundo. Até o último dia, vários encontros serão realizados para intercâmbio desses maçons.


Nenhum comentário: