9 de dez de 2017

Flávio Dino chama Roseana de ex-líder e a critica por explorar politicamente da morte do ex-prefeito Nenzim

A morte do ex-prefeito de Barra do Corda Manoel Mariano de Sousa, o Nenzim, continua alimentando debate política. Neste sábado, o governador Flávio Dino (PCdoB) postou em sua página no Facebook uma provocação à ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), a quem classifica de ex-líder e a critica por ter tentado tirar, segundo ele, proveito político do caso.

"Sobre homicídio em Barra do Corda, lamento o triste oportunismo que fez uma ex-líder deste Estado e seus asseclas tentarem transformar uma tragédia em ataque a meu governo. Um líder político sério deve deixar a Polícia trabalhar e aguardar com prudência", postou o governador.

Na quinta-feira (07), Roseana, acompanhada do irmão Sarney Filho (ministro do Meio Ambiente), Lobão Filho (suplente de senador) e outras lideranças políticas foram ao velório de Nenzim, em Barra do Corda, e cobraram investigação do caso. Até então, todos acreditavam na versão de Júnior do Nenzim, filho da vítima, que assegurava ter sido o pai assassinado por pistoleiros, mas as investigações levaram a polícia a concluir que o filho é um dos principais envolvidos no crime. Júnior de Nenzim foi preso na madrugada de sexta-feira (08) e está recolhido em Pedrinhas.

Nenhum comentário: