17 de dez de 2017

Muitos são os desafios a Berilo Macedo à frente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia

Berilo Macedo (D) vai suceder Cleudson Cunha, que foi eleito, mas se
licenciou do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-MA)
Eleito nesta sexta-feira (15) para presidir o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-MA), o engenheiro eletricista Berilo Macedo sabe que terá grandes desafios pela frente. No mês de novembro, ao abrir o processo eleitoral, o presidente em exercício, Clovis Filho, apresentou aos candidatos um relatório sobre a situação do órgão. 

Segundo ele, de 2011 a 2014, o Crea devia mais de R$ 4,969 milhões ao INSS, fora os débitos com FGTS, fornecedores e outros. Esta dívida foi negociada em setembro deste ano e já foi paga a terceira das primeiras quatro parcelas no valor de R$ 93,176 mil. Estão previstas ainda 145 parcelas de R$ 23,515 mil. 

O Crea-MA estava impedido também de receber recursos do Conselho Federal por possuir um débito, já negociado pela atual gestão, de cerca de R$ 1 milhão e também por não possuir as certidões negativas federais. Apesar destas dívidas, foram realizadas diversas atividades e o seu orçamento previsto para 2018 é de cerca de R$ 11 milhões.

Clovis Filho destacou que, dentre as várias ações executadas pelo Conselho com recursos próprios, estão sendo realizadas as fiscalizações itinerantes em todo o Estado.

Nenhum comentário: