20 de dez de 2017

Sondagem da CNI diz que o ano de 2018 será muito melhor para o setor da construção civil do que 2017

GIRO ECONÔMICO

O ano de 2018 deve ser melhor para a indústria da construção do que 2017. É o que indicam as estimativas dos empresários, que apostam no aumento da atividade, na contratação de novos empreendimentos e serviços e no fim das demissões no setor. As informações são da Sondagem Indústria da Construção, divulgada nesta terça-feira, 19 de dezembro, pelaConfederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com a pesquisa, todos os indicadores de expectativas da pesquisa ficaram acima dos 50 pontos em dezembro, mostrando que os empresários estão otimistas com o desempenho das empresas nos próximos seis meses. 

O índice de expectativas em relação ao nível de atividade alcançou 53 pontos, o de novos empreendimentos e serviços ficou em 51,9 pontos e o de compra de insumos e matérias-primas subiu para 50,8 pontos. Os indicadores de expectativa variam de zero a cem pontos. Quando estão acima de 50 pontos, mostram que os empresários estão otimistas.

Essa melhora na expectativa, explica a economista da CNI Flávia Ferraz, é resultado da reativação da economia, da queda dos juros, da inflação baixa e da recuperação do mercado de trabalho. "Além disso, há a expectativa de retomada das concessões, cuja consequência será a contratação de obras de infraestrutura", afirma Flávia Ferraz. Leia mais em Maranhão Hoje.

Confraternizações - As empresas de evento e as de hotelaria sentiram este ano um forte efeito da crise, pois muitas empresas, assim como entidades, repartições públicas etc diminuíram consideravelmente suas tradicionais festas de confraternização de Natal e Ano Novo, muito frequentes em períodos anteriores. Algumas optaram por reunir colaboradores e convidados em seus próprios espaços e outras recorreram a festas por adesão, reduzindo consideravelmente o número de participantes que sempre preferem a famosa boca livre.

13º salário - Os empregadores de todo país tem até esta quarta-feira (20) para pagar a segunda parcela do 13º salário aos trabalhadores ou o valor integral, se não houve antecipação de 50% até 30 novembro. Uma das maiores consequências para as empresas que não efetuarem o pagamento é a multa de 160 UFIRs (R$ 170,25) por empregado, que pode ser o dobro em caso de reincidência, em favor do Ministério do Trabalho, podendo haver correção, dependendo da convenção coletiva da categoria.

Indústria - A indústria operou, em média, com 68% da capacidade instalada em novembro. Esse foi o maior percentual do indicador em quase três anos. Apesar da alta, o índice está 6 pontos percentuais abaixo do registrado na média dos meses de novembro entre 2011 e 2014. As informações são Confederação Nacional da Indústria (CNI).


Na Reunião dos Fóruns Regionais de Secretários Municipais de Agricultura do Maranhão, secretário estadual da Agricultura, Márcio Honaiser, o secretário de Agricultura de São Luís, Ivaldo Rodrigues, o presidente da Faema, Raimundo Coelho (D), e outras lideranças do setor rural


Escolar - O número de estabelecimentos comerciais credenciados a comercializar em 2018 material escolar pelo programa Bolsa Escola do Governo do Estado será de 1.757, o que corresponde a um aumento de 22% na comparação com a quantidade deste ano, que foi de 1.442. Em relação a 2016, o aumento será de 111%, já que no primeiro ano foram apenas 834 lojas realizavam o fornecimento. O programa movimenta cerca de R$ 51 milhões com a destina de R$ 51,00 para cada aluno matriculado na rede pública.

Álcool - A terceira estimativa da safra 2017/18 de cana-de-açúcar no Maranhão, divulgada nesta terça-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) indica que as 2,189 milhões de toneladas resultará numa produção de etanol de 160,222 milhões de litro, com a destinação de 2,019 milhões de toneladas da colheita. Desse total, 140,548 milhões de litros serão de anidro (utilizado na mistura com gasolina) e 2,025 milhões de hidratado (vendido como combustível). Já a produção de açúcar será de 22,6 mil toneladas.

Nenhum comentário: