12 de fev de 2018

Flávio Dino extravasa alegria ao dançar com o povo e descarrega suas mágoas porque a Rede Globo não deu destaque nacional ao carnaval animado por Pinduca

Carnaval é conhecido como período para se extravasar alegrias e descarregar mágoas, e nestes quesitos o governador Flávio Dino (PCdoB) cumpriu bem o seu papel nesta quadra momesca. Depois de cair no folia, domingo (11), no meio da multidão que lotou o circuito Joãosinho Trinta, na Avenida Beira Mar, em São Luís, mostrou toda sua revolta contra o ex-senador José Sarney (MDB) pelas redes sociais simplesmente porque a Rede Globo não mostrou aquilo que gostaria de ver estampado para o Brasil inteiro: ele, usando boné com a estrela vermelha, dançando com o povo.

A raiva foi tanta que Sua Excelência esqueceu de agradecer os esforços de repórteres e cinegrafistas das emissoras locais - TV Guará, Cidade, São Luís e Difusora - que exibiram seu lado folião. Quanto à Mirante, é verdade que a emissora dos Sarney mostrou vários aspectos do carnaval, da capital e do interior, mas não fez nenhuma menção à folia onde o governador se divertia. Opção editorial.

No que diz respeito ao fato de ter sido ignorado pela Globo, Flávio Dino foi injusto, pois também não mencionaram o seu nome nem do Maranhão em suas coberturas de carnaval, o SBT, a Record, a Bandeirantes, a Rede TV!, a Rede Brasil, a Globo News, a Record News, a Band News e outras televisões que ignoraram completamente o carnaval maranhense.

Quanto à ingerência de José Sarney no Departamento de Jornalismo da Globo, talvez agora se entenda porque a emissora dos Marinho deixou de focar também os carnavais do Piauí, do Ceará, da Paraíba, do Rio Grande do Norte, de Alagoas, de Goiás, do Mato Grosso, do Mato Grosso do Sul, do Espírito Santo, de Minas Gerais, do Paraná, de Santa Catarina, do Rio Grande do Sul, do Pará, do Amazonas, de Rondônia, do Acre, de Roraima e do Tocantins. Tudo ordem de Sarney!

Para Flávio Dino foi uma tremenda injustiça, não ter havido, em rede nacional, um tratamento ao carnaval animado por Pinduca nas mesmas dimensões dadas a Gilberto Gil em São Paulo; Cláudia Leite e Daniela Mercury, na Bahia; Galo da Madruga, em Pernambuco; Cordão do Bola Preta, Banda Ipanema e as escolas de samba mais famosa do Brasil, que são as do Rio de Janeiro. 

Por isto, inconformado, descarregou no Facebook:

"Circuito Joãosinho Trinta, na Beira Mar, foi um imenso sucesso ontem. Hoje tem mais. Alegria em participar junto com milhares de foliões. O carnaval do Maranhão vive um grande momento. Mas nada sai na Globo, pois lá quem manda é Sarney, o perseguidor e ressentido. Que vai perder de novo. E para sempre".

Como já disse Moraes Moreira, no carnaval todo mundo quer ser o que é.



Um comentário:

Anônimo disse...

Esse Flavio Dino tá é louco... A Assembleia Legislativa tinha de criar um teste psicológico SEMESTRAL para governador. Isso de culpar Globo, Sarney... Isso não é coisa de gente normal.