8 de fev de 2018

Projeto de lei em tramitação na Câmara Federal proíbe comércio de bebida alcoólica em posto de combustíveis

GIRO ECONÔMICO

A venda de bebidas alcoólicas em postos de combustíveis e em lojas de conveniência anexas a esses estabelecimentos poderá ser proibida, conforme projeto de lei do deputado Sergio Vidigal (PDT-ES), que altera a Lei Seca (11.705/08) e está em tramitação na Câmara Federal. O projeto prevê que a fiscalização da nova lei será feita por estados, Distrito Federal e municípios. Segundo o autor, a Lei Seca promoveu avanços na segurança do trânsito ao prever penalidades mais severas para o condutor que dirigir sob a influência de álcool. 

Atualmente, essa lei já proíbe a venda de bebidas alcoólica ao longo das rodovias federais. Entretanto, alerta Vidigal, muitos municípios enfrentam resistência à proibição da venda de bebidas alcoólicas em postos de combustível dentro do perímetro urbano.

Atualmente, o comércio é permitido, porém o consumo, no interior dos postos, não, o que nem sempre é respeitado pelas empresas do setor. 

Bancos  - Representantes dos bancos do Nordeste (BNB) e da Amazônia (Basa) estiveram reunidos com o presidente do Tribunal de Justiça, José Joaquim Figueiredo dos Anjos, para debaterem custas processuais das instituições financeiras. Pelo BNB, participaram o superintendente Expedito Neiva, Osvaldo Paiva (gerente jurídico), Gerson Alves (gerente executivo), Allanilsoin Oliveira (gerente de negócios) e Thiago Boucinhas (assessor jurídico). Pelo Basa, o superintendente Carlos Alberto Diniz e Adriana Silva Rabelo. 

Futebol  - Os clubes de futebol que participam do Campeonato Maranhense estão fazendo mágica para se manterem em atividade e já teriam batido as portas se dependessem apenas de renda das partidas para custearem suas operações. Segundo boletins financeiros da Federação Maranhense de Futebol (FMF), nas 11 partidas realizadas na competição foram arrecadados R$ 148.406 e as despesas somaram R$ 121.245, ou seja, um faturamento líquido de R$ 27.160, que dividido por oito daria R$ 3,395 para cada um. 

Vogal - O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL), Fábio Ribeiro, foi reconduzido ao plenário de vogais da Junta Comercial do Maranhão (Jucema), onde representa a Federação das CDLs do Maranhão. 




Reconduzido ao posto de vogal na Junta Comercial do Maranhão (Jucema), Fábio Ribeiro, presidente da CDL de São Luís, vai representar neste colegiado a Federação dos Lojistas, presidida por Socorro Noronha 



Carnaval - A VLI iniciou segunda-feira (05) e prossegue até esta sexta (09) a campanha Pro Carnaval ser legal, segurança é essencial, realizada nas ferrovias Centro-Atlântica (FCA) e Norte-Sul (FNS), administradas por ela, atingindo os estados de Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Goiás, Bahia, Maranhão e Tocantins. A campanha é fortalecida por folhetos, cartazes e spot para rádio pelos quais os foliões são orientados sobre a importância de ter comportamento seguro nas proximidades das estradas de ferro. 

Bronzeamento - Proprietária de uma clínica de bronzeamento, Nicole Sabatiny aproveitou a onda do clipping da cantora Anita em que aparece pegando bronze com fita isolante sobre a laje de um barraco na Favela para atrair clientes. “Tenho experiência com bronzeamento há 20 anos desde quando era modelo e não havia essa moda de bronzeamento, fazíamos com esparadrapo sob um biquíni pequeno e sexy. Depois íamos para praia”, conta a empresária, que em fotos nas redes sociais mostra o efeito desse recurso.

Nenhum comentário: