7 de fev de 2018

Raimundo Cutrim compara secretários de Flávio Dino a Cristiane Brasil, pois estariam pressionando prefeitos a arranjarem votos para eles em troca de obras do governo

Em discurso bombástico na sessão desta quarta-feira (07) na Assembleia Legislativa, o deputado Raimundo Cutrim, que é do PCdoB, mesmo partido do governador Flávio Dino, disse que alguns secretários estaduais estão utilizando a mesma prática da deputada fluminense Cristiane Brasil (PTB), indicada para o Ministério do Trabalho, que teria se utilizado de um cargo de secretária municipal no Rio de Janeiro para pressionar servidores a votarem nela na eleição de 2014.

Segundo Cutrim, algumas obras estão sendo liberadas para municípios somente depois que o prefeito assume o compromisso de votar nesses secretários, e citou como exemplos Senador La Roque, São João do Caru, Presidente Vargas, Pindaré-Mirim, Bom Jardim, Pindaré-Mirim e Nova Olinda, em que os gestores declaram estarem sendo pressionados a arranjar votos para esses auxiliares do governo em troca de obras.

Para Raimundo Cutrim, isto é crime eleitoral e precisa ser investigado pelo Ministério Público. Ele reclamou do tratamento discriminatório dado aos aliados, já que os secretários estariam minando suas bases com promessas de arranjar obras do Mais Asfalto, Escola Digna e outros.

O discurso do comunista foi ratificado por outro deputado da base aliada, Viníciu Louro, que pediu ao governador para ter mais atenção sobre o que se passa no Palácio dos Leões e lembrou que quando tomou posse Flávio Dino disse que esse tipo de prática jamais seria permitido em sua gestão. Leia mais em Maranhão Hoje.

Nenhum comentário: