17 de fev de 2018

Rubens Júnior diz que seu voto sobre a intervenção federal na Segurança do Rio ainda não está definido

O deputado federal Rubens Júnior, que é vice-líder do PCdoB na Câmara Federal, através de sua assessoria de imprensa, pediu na tarde deste sábado (17) um reparo do blog, pois o fato de estar disposto a questionar, na sessão da Câmara da próxima segunda-feira (19), a constitucionalidade do decreto presidencial que interveio no sistema de Segurança Pública do Rio de Janeiro para combater o crime organizado, seu voto ainda não está definido, ou seja, pode votar tanto a favor quanto contra a medida. 

De acordo com a assessoria do parlamentar, se ele for convencido de que o decreto obedece todas as normas previstas na Constituição Federal, seu voto pode ser a favor. No release divulgado anteriormente, o parlamentar, que é advogado, foi taxativo: “Farei vários questionamentos constitucionais sobre o decreto de intervenção de Temer, durante a votação no Congresso”, o que deixa a entender que não concorda com os argumentos do presidente, e se não concorda não poderia apoiar uma inconstitucionalidade.

Um comentário:

Fernando Baima disse...

Meu caro Aquiles. Chega a ser hilária a postura desses parlamentares maranhenses: talvez eu vote contra ou a favor das medidas que a direita vem se aproveitando como cortina de fumaça, por conta da incompetência, mais uma vez, dessa dita esquerda, sempre indefinida, à espera de proveitos próprios. Mais risível são esses ditos parlamentares acharem-se possuidores de alguma importância ou credibilidade no cenário nacional. A eles, um conselho: que se atenham aos seus "currais"!