19 de fev de 2018

Valor bruto da agropecuária em 2018 estimado em 4,9% menor que o do ano passado, segundo pesquisa do Mapa

GIRO ECONÔMICO

A primeira estimativa do valor bruto da produção agropecuária (VBP) para 2018 é de R$ 516,6 bilhões, abaixo 4,9% do valor de 2017 (R$ 543,3 bilhões). As lavouras apresentam redução real de 6,2% e a pecuária, de 2,3%. Os dados são da Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). De acordo com o coordenador-geral de Estudos e Análises da SPA, José Garcia Gasques, parte da diferença entre as estimativas deve-se ao fato de o ano passado ter sido excepcional, tendo obtido o maior valor desde o início da série dessas informações. 

Os produtos com melhor desempenho são algodão, com aumento real de 15% no valor, batata inglesa (11,1%), cacau (44,5%), café (5,8%), tomate ( 36,1%) e trigo (49%). Na pecuária, destaca-se carne bovina com desempenho positivo, depois de registrar durante o ano passado preços em baixa.

Na pecuária, os resultados de suínos, frango, leite e ovos também são inferiores aos de 2017. Para esses, os preços mais baixos têm contribuído para um VBP mais baixo.  Leia reportagem em Maranhão Hoje.

Bancos - Embora esteja fora da região obrigada a cumprir o Horário de Verão, encerrado neste domingo (18), o Maranhão sofre alguns impactos por conta dos serviços que seguem o horário de Brasília, como é o caso dos bancos, que a partir desta segunda-feira (19) voltam a funcionar no horário, com as agências abrindo às 10h e encerrando o expediente às 16h. Mudam também os horários da programação de TV, partidas e chegadas de voos e outros. 

Genética - Lançado em junho do ano passado pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), o Pró Genética, até o momento, não atendeu nenhum pecuarista maranhense, apesar da promessa de que, através dele, iriam ser beneficiados os pequenos e médios criadores com aquisição de embriões de boas raças para enriquecer os seus rebanhos. Para lançamento desse projeto, a ABCZ firmou parceria no estado com a Associação dos Criadores do Maranhão (Ascem) e o Governo do Estado. 

Intervenção - Deputados federais e senadores que costumam bater ponto ao meio-dia de segunda-feira no Aeroporto Cunha Machado para retorno das atividades em Brasília já se encontram na capital federal desde domingo (18), pois hoje e amanhã têm compromisso importante para votar o decreto de intervenção federal no Rio. 







O presidente da CDL, Fábio Ribeiro (E), e a conselheira da Associação Comercial Luzia Rezende (D) participando da inauguração da agência do Banco Postal, numa unidade dos Correios, que oferece diversos serviços para facilitar a vida de empresas e pessoas físicas 



Diálogo - A Federação dos Dirigentes Lojistas (FCDL) realiza dia 27 deste mês, na sede da CDL de São Luís, o Diálogo Empresários & Governo, evento em que será feito um balanço das caravanas empresariais, com participação do governador Flávio Dino e dos secretários Simplício Araújo (Indústria e Comércio), Marcellus Ribeiro (Fazenda), Clayton Noleto (Infraestrutura) e Antônio Nunes (Governo), além de Sérgio Sombra (presidente da Junta Comercial) e Carlos Nacif, gerente nacional da Rede Sim. 

Burocracia - As micro, pequenas e médias empresas brasileiras já gastaram cerca de três dias de trabalho dedicado com gestão burocrática, gerando um custo de aproximadamente R$ 10 bilhões em produtividade. A informação é do Termômetro de Produtividade para MPMEs da Sage, multinacional britânica de software de gestão. No Brasil, as pequenas empresas gastam mais de 20% das horas de trabalho de seus funcionários ao longo do ano exclusivamente com atividades ligadas à área administrativa.

Nenhum comentário: