25 de mar de 2018

Banco do Nordeste abre linha de crédito para micro e pequenas empresas formarem o seu capital de giro

GIRO ECONÔMICO

O Banco do Nordeste lançou uma série de iniciativas digitais para agilizar o processo de concessão de crédito, especialmente com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). A mais recente é a possibilidade de contratação de até R$ 50 mil para capital de giro simples por micro e pequenos empresários via Internet Banking. É necessário ter cadastro atualizado e limite disponível, o que pode ser analisado com acesso ao menu "Crédito" e a opção "Solicite seu crédito".

Podem ser financiados aquisição de matérias-primas, insumos, mercadorias e gastos gerais com esse recurso. O BNB já é um banco digital. Vamos, cada vez mais, gerar comodidade aos clientes e potencializar o atendimento por canais virtuais. Em breve, a solicitação de crédito digital também estará disponível para aquisição de máquinas e equipamentos", diz o presidente Romildo Rolim.

Em 2017 o BNB contratou R$ 1,2 bilhão de capital de giro com micro e pequenas empresas da Região com o FNE. Para 2018 a expectativa é de crescimento desse valor. Leia mais em Maranhão Hoje.

Compras - O presidente do Conselho Temático de Micro e Pequena Empresa (Copem) da Federação das Indústrias (Fiema), Celso Gonçalo, reuniu, quinta-feira (22), o diretor Administrativo, Rorício Júnior, e o chefe da Divisão de Material do Detran, Joais Campelo, para um debate sobre compras governamentais com industriais. Segundo Gonçalo, o debate se justifica porque hoje a relação entre empresas e governo é mais franco e a iniciativa privada precisa aproveitar este momento para dialogar com órgãos do governo.

Veículos - O Maranhão registrou em fevereiro, entre automóveis leves, motos, ônibus e caminhões, 6.572 financiamentos de veículos, 2,8% a mais em relação ao mesmo período de 2016, considerando unidades novas e usadas. Entre autos leves, o volume atingiu 3.584 unidades, alta de 9,7% sobre o mesmo mês do ano passado. Quanto a motocicletas, o Maranhão caiu para a segunda posição no ranking de vendas a crédito no Nordeste, com 2.816 unidades financiadas, 5,4% menos em relação a fevereiro de 2016.

Contadores - Empossada formalmente em janeiro passado, a nova diretoria do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-MA), presidido por João Conrado de Carvalho, será apresentado solenemente nesta segunda-feira (26), a partir das 19h, na Associação Comercial do Maranhão.







José Arteiro, presidente da Federação do Comércio, reuniu sindicalistas do patronato e dos trabalhadores para assinarem a convenção de trabalho com os comerciários, que estava com cinco meses de atraso


Empregos - Apesar do saldo negativo de fevereiro, o Maranhão está numa situação mais confortável que outros estados do Nordeste em geração de empregos. Dos seis com pior desempenho, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), cinco são nordestinos: Alagoas (-10.698), Pernambuco (-7.381), Rio Grande do Norte (-3.570), Paraíba (-2.758) e Sergipe (-931). O saldo do Maranhão foi de apenas -372, mas tem um acumulado positivo nos últimos 12 meses de 3.917 empregos preservados.

Secretário - É quase certo que Flávio Dino (PCdoB) vai optar por alguém da própria Secretaria de Indústria e Comércio (Seinc) para o lugar de Simplício Araújo, que se desincompatibiliza na primeira semana de abril para concorrer a deputado federal. Segundo uma fonte do Palácio dos Leões, se reeleito Flávio Dino poderá fazer novo remanejamento, trazendo de volta o atual secretário, estando em mandato eletivo ou não, para abrir vaga a aliado na Câmara e dar continuidade ao trabalho ora empreendido na pasta.



Nenhum comentário: