6 de abr de 2018

Gleise Hoffmann diz que Lula "exerceu a opção" de não se entregar e vai ficar com a militância em São Bernardo

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, disse na tarde desta sexta-feira (06) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva "permanecerá junto com a militância" na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), e que "exerceu a opção" de não se apresentar à Polícia Federal em Curitiba.

"Eu queria deixar claro que não há por parte do presidente Lula nenhum descumprimento da sentença do mandado de prisão expedido pelo juiz Sérgio Moro. Ele tinha a opção dada pelo juiz de ir até Curitiba. Não exerceu essa opção", disse Gleisi. Na ordem de prisão, Moro informou que o ex-presidente poderia se apresentar voluntariamente até as 17h de hoje (6) à Polícia Federal em Curitiba.
Segundo ela, Lula continuará no sindicato junto com aliados e os militantes, que estão do lado de fora em apoio. "Ele está aqui no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, em um lugar público. Muitas pessoas sabem onde ele está. Aliás, o mundo sabe onde ele está. Vocês estão acompanhando. Aqui ele permanecerá junto com a militância", acrescentou.

A direção nacional do PT também informou, que neste sábado (07), às 9h30, será realizada uma missão em homenagem a Marisa Letícia Lula da Silva, que completaria 67 anos, com a participação prevista do ex-presidente Lula. Leia mais sobre a prisão de Lula em Maranhão Hoje.

Nenhum comentário: