26 de abr de 2018

Hildo Rocha diz que Flávio Dino, ao afirmar que Zé Sarney tem saudades da ditadura, esquece quem legalizou PCdoB

O deputado federal Hildo Rocha (MDB), ao comentar uma postagem nas redes sociais em que Flávio Dino (PCdoB) diz estar o ex-senador e ex-presidente José Sarney com saudades da ditadura, porque partidos de oposição pediram intervenção federal na Segurança Pública, ironizou o esquecimento do governador sobre quem legalizou a sua legenda depois de vários anos na clandestinidade.

"Não sei se foi por esquecimento ou desconhecimento, mas Flávio Dino deveria agradecer Sarney por ter trazido o PCdoB de volta à legalidade", disse ele, recordando que um dos primeiros atos do ex-presidente, em 1985, após sua efetivação no cargo, foi legalizar as legendas comunistas, PCB e PCdoB.

Ainda de acordo com Hildo Rocha, foi Sarney quem encerrou o ciclo da ditadura militar, ao formar com Tancredo Neves a Aliança Nacional, que trouxe de volta os civis ao comando da Nação. "Certamente quem tinha saudades da ditadura não tomaria essa atitude", disse ele, acrescentando que foi ainda no Governo Sarney que nasceu a Assembleia Nacional Constituinte que promulgou a Constituição Cidadã, e depois dele o Brasil passou a ter eleições lives para presidente, governadores e prefeitos das capitais.

O deputado fez ainda uma provocação ao governador. Segundo ele, apesar das críticas diárias aos Sarney, o PCdoB ajudou a eleger Roseana Sarney governadora e teve cargo de primeiro escalão no seu segundo mandato (a Gerência Regional de Santa Inês), que foi mantido por José Reinaldo Tavares, que era seu vice e assumiu em 2002, ano em que se reelegeu.

Para Hildo Rocha, é incompreensível o governador criticar tanto o governo de sua antecessora e ter hoje como aliados dois ex-secretários seus da Educação - Pedro Fernandes e Gastão Vieira - que fizeram um grande trabalho, mas que Flávio Dino desmerece na ânsia de criticar a ex-governadora. Outro ex-secretário de Roseana que está entre os aliados de Flávio Dino é Luis Fernando (prefeito de São José de Ribamar), que, como secretário de Infraestrutura, desenvolveu o projeto de interligação de 100% dos municípios pelo asfalto. "Não dá para Flávio Dino falar de Escola Digna e esquecer o trabalho de Gastão e Pedro Fernandes, nem de Mais Asfalto sem lembrar de Luis Fernando, ou seja, de Roseana", criticou.

Nenhum comentário: