10 de abr de 2018

Impedidos de visitarem ex-presidente Lula na carceragem da Polícia Federal de Curitiba, governadores deixam carta na qual garantem que "sempre estaremos ao seu lado"

Políticos tentaram visitar ex-presidente Lula, mas foram barras na Polícia Federal
Impedidos, pelo juiz Sérgio Moro, de visitarem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na tarde desta terça-feira, na Carceragem da Polícia Federal, em Curitiba (PR), os governadores Camilo Santana (PT-Ceará), Renan Filho (MDB-Alagoas), Rui Costa (PT-Bahia), Flávio Dino (PCdoB-Maranhão), Ricardo Coutinho (PSB-Paraíba), Wellington Dias (PT-Piauí), Robinson Faria (PSD-Rio Grande do Norte) Waldez Góes (PDT-Amapá) e Jackson Barreto (MDB-Sergipe), além dos senadores Tião Viana (PT-Acre), Lindbergh Farias (PT-Rio de Janeiro) e Roberto Requião (MDB-Paraná) deixaram uma carta manuscrita na qual dizem que sempre estarão ao lado do petista. Leia reportagem em Maranhão Hoje.

Eis o teor da carta:

Querido amigo

Em 09/04/2018

Estivemos aqui e sempre estaremos ao seu lado, firmes na luta.

Infelizmente, a Lei de Execução Penal não foi cumprida adequadamente e não pudemos abraçá-lo pessoalmente.

Mas, por nosso intermédio, milhões de brasileiros e brasileiras estão solidários e sendo a sua voz por um Brasil justo, democrático, soberano e livre.

Lula livre!

Fortes e fraternos abraços.

(Com foto de O Povo-CE)

Um comentário:

Anônimo disse...

Me poupe....