10 de abr de 2018

Lindbergh Farias diz o que muita gente queria ouvir e gostaria que fosse verdade: PT pode não disputar eleição

O senador Lindbergh Farias, líder do PT no Senado, apresentou nesta terça-feira (10) uma das possibilidades que o seu partido pode adotar na eleição deste ano e que certamente agradaria a muita gente: ficar de fora da disputa.

Infelizmente para quem torce por essa alternativa, isto não passa de um delírio do senador fluminense, até porque, a começar por ele, esta ausência faria com que muitos petistas perdessem o foro privilegiado e passassem a ser fortes candidatos a companheiros do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva num presídio.

Segundo Lindbergh, Lula continua sendo o candidato da sigla à Presidência da República, mas existe no partido um forte debate em torno da possibilidade de boicotar a eleição deste ano.  "Um caminho --e esse é um debate que existe-- é não participar da eleição. Dizer que a eleição é uma fraude, que eleição sem Lula é uma fraude, é uma farsa, é um jogo de cartas marcadas. Esse é um caminho", disse em entrevista ao portal UOL.

A saída do PT da eleição desagradaria também legendas e candidatos que pretendem fazer aliança com o Partido dos Trabalhadores para tirar algum proveito da herança deixada por Lula, ainda admirado por milhões de brasileiros. É claro que ao fazer este anúncio, o senador petista faz uma espécie de chantagem, querendo atrair apoios para uma mobilização nacional pela liberdade do ex-presidente e a viabilidade de sua candidatura ou ainda forçá-los a fechar com o candidato do plano B, já que Lula dificilmente conseguirá registro de sua candidatura.

Nenhum comentário: