17 de abr de 2018

Pesquisa realizada pelo Banco Central projeta uma diminuição do Produto Interno Bruto deste ano

GIRO ECONÔMICO

O mercado financeiro reduziu a projeção para o crescimento da economia este ano. De acordo com a pesquisa do Banco Central (BC) junto a instituições financeiras, a estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) - soma de todos os bens e serviços produzidos no país - caiu pela terceira semana consecutiva. Desta vez, a projeção passou de 2,80% para 2,76%. Há quatro semanas, a estimativa estava em 2,83%. Para 2019, a expectativa permanece em 3% há 11 semanas seguidas. 

Os dados constam do Boletim Focus, divulgado semanalmente pelo Banco Central às segundas-feiras. O mercado financeiro também tem alterado a projeção para a inflação este ano. A estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA – a inflação oficial do país) passou de 3,53% para 3,48% na décima primeira redução consecutiva.

A projeção segue abaixo do centro da meta de 4,5%, mas acima do limite inferior de 3%. Para 2019, a estimativa para a inflação foi ajustada de 4,09% para 4,07%, abaixo do centro da meta (4,25%).

Lobistas - O lobista, se aprovado o projeto de lei que regulamenta sua atividade, passará a ter nova denominação, agente de relações institucionais e governamentais, que pode ser exercida por qualquer pessoa, física ou jurídica, pública ou privada, junto aos poderes Executivo e Legislativo. Os lobistas poderão pedir seu cadastro na forma de regulamento. O lobby poderá ser exercido em processos de decisão política e a legalização é justificada como “atividade legítima que visa a contribuir para o equilíbrio do ambiente normativo e regulatório do País”.

Portos - A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) aprovou o edital de concessão e marcou para 27 de julho o leilão de mais três terminais portuários. Dois estão no Porto de Paranaguá (Paraná) – um para movimentação de carga geral de origem florestal, especialmente papel e celulose, e um para veículos – e um localizado no Itaqui (São Luís), destinado à movimentação de carga geral de origem florestal (papel e celulose). Os arrendamentos preveem investimentos de R$ 381,9 milhões. 

Consórcio - A alta dos juros de financiamentos para o consumidor é um dos fatores que podem estar impulsionando o crescimento das vendas de motos por consórcio. Segundo a Realiza, empresa com 25 anos de atuação no mercado, houve crescimento de 36,85% nas cotas comercializadas dessa modalidade, no Nordeste, no primeiro trimestre de 2018.




Patrocinado pelo Centro Elétrico, por meio da Leia Estadual de Incentivo ao Esporte, o judoca Pedro Victor Rezende, no registro com seu mestre, Emílio Moreira, intensifica os treinos para disputar o Campeonato Brasileiro – Região 1 de Judô em Manaus (AM), de 27 a 29 deste mês



Varejo - Nesta quarta-feira (18), a partir das 19h30, no auditório do Aracati Office, em Imperatriz, será realizado o Anima Varejo, com o especialista em varejo Fred Rocha, de Belo Horizonte (MG). O tema do evento é “Um novo jeito de fazer varejo” e objetiva estimular os participantes a adotarem novas atitudes, visando ao aumento das vendas, apresentando as novas tendências do varejo, destacando a importância da tecnologia e da inovação. Fred Rocha é pioneiro no e-commerce, atuando desde 1999. 

Desemprego - Um levantamento realizado em todas as capitais pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que além de trazer complicações à vida financeira, o desemprego afeta o estado físico e emocional das pessoas. De acordo com o estudo, 56% dos brasileiros desempregados desenvolveram o sentimento de baixa autoestima após perderem o emprego e 45% passaram a sentir-se envergonhados perante a família ou amigos mais próximos.

Nenhum comentário: