22 de abr de 2018

Setor de Serviços foi o que mais contribuiu para saldo positivo na geração de empregos no Maranhão em março

GIRO ECONÔMICO

O setor de Serviços foi o grande responsável pelo saldo positivo na geração de empregos no Maranhão no mês de março, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Demitidos (Caged) divulgados nesta sexta-feira (20). Foram 1.336 postos de trabalho preservados pelas empresas, um resultado acima da soma geral obtida pelo estado, que foi de 1.017. Quatro outros setores apresentaram saldo positivo: indústria de transformação (299), Serviços Industriais de Utilidade Pública – SIUP (57), Agropecuária (52) e Administração Pública (07). 

Já os resultados negativos ficaram por conta de Construção Civil (-430), Comércio (-298) e Extração Mineral (-06). De acordo com os dados do Caged, no mês passado foram admitidas 11.670 trabalhadores, enquanto as demissões somaram 10.652.

Com este desempenho, o Maranhão tem um acumulado de 421 empregos preservados no acumulado do ano, resultado de 34.705 admissões e 34.284 demissões, enquanto no acumulado dos 12 meses, são 7.450, pois foram 148.776 contratações contra 141.326 dispensas. Leia reportagem em Maranhão Hoje.

Creci - O empresário Douglas Pinho, que tenta retornar à presidência do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci) diz que uma de suas prioridades é fortalecer os serviços de fiscalização a fim de evitar a proliferação no mercado de pessoas não habilitadas para exercer a atividade, o que muitas das vezes contribui para geração de problemas entre empresas e clientes. Paralelo a isso, pretende intensificar os serviços de capacitação a fim de que colocar os corretores sintonizados com as novas tendências do mercado. 

Industrial - Numa grande solenidade marcada para dia 10 de maio, no Blue Tree Tower (ex-Hotel Pestana), o empresário Parmênio de Carvalho, presidente do Grupo Canopus, receberá da Confederação Nacional da Indústria (CNI) a Medalhado do Mérito Industrial, indicação feita pela Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema). A homenagem é um reconhecimento às ações de suas empresas em diversos segmentos, principalmente no ramo da Construção Civil e administração de shopping center (Pátio Norte). 

OAB - Ex-conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ulisses de Sousa, agora empresário do ramo de hotelaria (é sócio do novo franqueado do Blue Tree), diz que não pensa em disputar qualquer cargo na eleição da OAB-MA, ou seja, não vai se oferecer, porém se for convocado pode mudar de opinião. 






Na festa de apresentação do Blue Tree Towers São Luís (ex-Pestana), a presidente da rede hoteleira, Chieko Aoki, com os empresários Armando Ferreira (E), do Rio Poty Hotel, e João Barros, presidente da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH-MA)



Empolgação - Opinião da maioria dos empresários presentes na palestra do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), sexta-feira (20) no Grand São Luís Hotel: ele está preparado para ser o novo presidente da República, pelas ideias que tem sobre dimensão do Estado, das relações com a iniciativa privada, do peso da carga tributária etc. Para estes empresários, difícil poderá ser ele empolgar as massas, pois demonstrou que não tem vocação para demagogia, isto é, prometer aquilo que não pode realizar. 

Modelo - Ao fazer neste sexta-feira (20), a apresentação do Blue Tree Towers São Luís (ex-Pestana), a presidente da rede, Chieko Aoki, disse que o projeto é transformar o empreendimento num modelo em serviços de hotelaria em São Luís. "Nós queremos, por meio deste hotel, movimentar a economia, desenvolver pessoas, valorizar a brasilidade, promover a diversidade e também valorizar cada vez mais os jovens, a energia deles e suas ideias", disse ela, empolgada com o pode trazer para o Maranhão.

Nenhum comentário: