8 de mai de 2018

Estudos da Embrapa apontam como tornar o babaçu mais competitivo para a produção industrial reduzindo acidez

GIRO ECONÔMICO

Estudos desenvolvidos pela Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia apontam para o uso de equipamentos que possam tornar a amêndoa de babaçu mais atrativa para fabricação de produtos de limpeza e alimentos, com a diminuição de sua acidez. Segundo a Embrapa, o trabalho contribui para a conservação da biodiversidade do Médio Mearim, na região dos Cocais do Maranhão, e para a melhoria da qualidade de vida de comunidades tradicionais ali existentes. 

As análises realizadas no Laboratório de Óleos Graxos da Embrapa Agroindústria de Alimentos mostraram que o óleo obtido com o beneficiamento do babaçu apresentam até 1% de acidez, índice elevado para esse tipo de matéria prima para fabricação de cosméticos, apesar de aceito pelas normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e foi feita uma recomendação também para que os rótulos de sabonetes, farinha etc estejam de acordo com as normas dos órgãos de regulamentação.

Já existe em operação um protótipo para desflocular o coco, após a extração da amêndoa, desenvolvido pelo pesquisador José Frazão, da Embrapa Cocais, em Itapecuru-Mirim. 

Combustíveis - Com valor nacional em torno de R$ 4,00, o preço do litro da gasolina pode ser reduzido em todo o país, assim como dos demais combustíveis ainda este semestre. A projeção foi feita pelo presidente Michel Temer, que afirmou estar o governo estudando esta possibilidade e a de diminuir também os valores das contas de energia. Sem fazer promessas, ele disse que o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, está debruçado nos estudos e deve apresentar sua conclusão nos próximos dias. 

Luto - Morreu na noite deste domingo, aos 92 anos, o jornalista escritor e político Reginaldo Teles, que foi um dos fundados do PDT no Maranhão. Além de mais identificado com a militância política, Reginaldo exerceu forte influência no meio empresarial, entre 1983 e 1987 quando o Banco do Estado do Rio de Janeiro (Banerj) criou uma superintendência no Maranhão e o escolheu para dirigi-la, tendo financiado diversos projetos, principalmente voltado para micro e pequenos empreendedores. 


No lançamento da Missão Empresarial para os Emirados 

Árabes e China, coordenada pela Federação das Indústrias e 
Secretaria de Indústrias e Comércio, Heitor Fiorotto 
(China Trade Center), Edilson Baldez (Fiema) 
e Expedito Junior (secretário de Indústria e Comércio) 

Hospital - Depois da UDI, outro hospital, recém-inaugurado, deverá ser vendido nos próximos dias a uma importante operadora de plano de saúde, que pretende, com esta unidade, ampliar sua clientela no estado com a oferta de uma rede própria com capacidade para atender um número bem maior de segurados com serviços hospitalares. 

Bancos - A 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça negou recurso dos bancos do Nordeste, do Brasil, Bradesco e da Amazônia, mantendo sentença da juíza Elaile Silva Carvalho, da Comarca de Balsas, que julgou procedente uma ação que determina às instituições bancárias a responsabilidade de atender, no tempo máximo de 30 minutos, usuários em fila a espera de atendimento em seus guichês, de acordo com normas estabelecidas pela Lei Estadual nº 7.806/2002 e a Lei Municipal nº 899/2006 (Lei das filas). 

Milho - A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vai realizar no próximo dia 16 mais um leilão para contratar serviços de transporte de 19,4 mil toneladas de milho que vão atender criadores de frangos e suínos pelo Programa Vendas em Balcão (ProVB). Na região Nordeste, quatro estados serão contemplados, sendo eles: Ceará, com 7,4 mil toneladas; Pernambuco, com 1,5 mil toneladas; Maranhão, com mil toneladas; e Paraíba, com 400 toneladas. Haverá envio ainda para estados do Sul e do Centro-Oeste.

Nenhum comentário: