26 de jun de 2018

Família de Humberto Coutinho diz que recebe com serenidade aproximação de Flávio Dino dos adversários

Flávio Dino no velório de Humberto, consolando a viúva, Cleide, mas 
diminuiu poder dos Coutinho no município ao se aproximar de Gentil
Não é este o sentimento da maioria dos seguidores e admiradores do ex-deputado e ex-prefeito de Caxias Humberto Coutinho em Caxias mas, segundo uma fonte ligada à sua família, a aproximação de Flávio Dino (PCdoB) do prefeito Fábio Gentil (PRB) foi recebida com naturalidade, por fazer parte do jogo político e porque não afeta seus projetos para a eleição deste ano, que seria a reeleição do governador e a eleição da médica Cleide Coutinho, viúva de Humberto, a deputada estadual, cargo que ela já exerceu em duas legislatura quando o ex-marido era prefeito do município.

O acordo anunciado nesta segunda-feira (25), porém, foi recebido com perplexidade tanto por apoiadores de Gentil quanto seus adversários, que não esquecem do embate político de 2016, quando a família Coutinho foi derrotada, mesmo com apoio do Governo do Estado e da Assembleia Legislativa, graças a um acordo da oposição que envolveu diversas correntes políticas do município que antes eram rivais, como José Gentil (pai do atual prefeito), Paulo Marinho (ex-deputado e ex-prefeito) e o vereador Antônio José Albuquerque, o Catulé (hoje presidente da Câmara Municipal).

Os seguidores dos Coutinho não gostaram de dividir espaço com Gentil no Palácio dos Leões e sabem que não terão do que se vangloriar no caso de reeleição do governador, pois não vão poder se vangloriar dos votos dados a ele em Caxias, pois o prefeito vai querer os louros para si, sem falar que os benefícios para o município agora têm outro padrinho. Já o seguidores de Gentil dizem que ele jamais seria prefeito se fosse pela vontade de Flávio Dino, que jogou pesado para derrotá-lo, por isto estranham que tenha agora disposição para ajudá-lo a continuar governador. Leia reportagem em MARANHÃO HOJE.

Nenhum comentário: