10 de jul de 2018

Com 74 promessas cumpridas, governador da Bahia é 16° no ranking do G1, Flávio Dino com 35 é primeiro colocado

Resultado de imagem para rui costa.bahia
Rui Costa, governador da Bahia, foi o que mais cumpriu promessas, mas é 16°
Pelo levantamento do G1, Flávio Dino (PCdoB), com 24 das promessas cumpridas e 11 parcialmente cumpridas, o que dá um total positivo de 35 (94,5% das 37), lidera o ranking de realizações daquilo que se propuseram a fazer os candidatos a governador em 2014. Por este mesmo critério, Geraldo Alckmin (PSDB), que deixou o governo de São Paulo em abril deste ano, ocuparia o 6° lugar, com um total de 54 promessas cumpridas, sendo 38 plenamente  e 16 parcialmente, pois teria atingido 55,8% das 68 promessas que teria feito.

Como se observa, o número das promessas cumpridas por Alckmin supera o total das que o governador do Maranhão teria feito em seu programa de governo.

Flávio Dino lidera o ranking do G1 sobre promessas cumpridas
O critério adotado pelo G1 chega a ser confuso, pois o governador da Bahia, Rui Costa, por exemplo, é avaliado por 115 promessas, sendo que ele cumpriu 74 (54 totalmente e 20 em parte, ainda assim está na 16ª posição. O curioso é que boa parte das promessas cobradas do governador baiano sequer foi registrada na Justiça Eleitoral, pois muitas foram feitas em entrevistas, debates e no horário de propaganda gratuita no rádio e na TV.

Outro exemplo é o ex-governador do Paraná Roberto Richa, outro que se desincompatibilizou em abril, que cumpriu totalmente 17 e, parcialmente, 30, o que dá um total de 47, mas foi para o 20° lugar, com 62% de cumprimento dos 76 compromissos assumidos. Destes, 42 não estão registrados em seu programa de governo, foram apenas mencionados no horário de propaganda na TV.

Por conta destas distorções, o levantamento do G1 fica confuso, questionável, já que não mediu os governadores sobre o que disseram como candidatos de 2014 com a mesma régua, já que de uns apenas o que foi para a Justiça Eleitoral e de outros tudo o que falaram.

Veja no ranking como foi a avaliação de cada governador:


  1. Maranhão (Flávio Dino) - total de promessas, 37; cumpridas, 24: cumpridas em parte, 11; não cumpridas, 02. Avaliação: 95%
  2.  Rondônia (Confúcio Moura) - total de promessas, 33; cumpridas, 14: cumpridas em parte, 15; não cumpridas, 04. Avaliação: 88%
  3. Goiás (Marcone Perillo) - total de promessas, 44; cumpridas, 28: cumpridas em parte, 10; não cumpridas, 06. Avaliação: 86%
  4. Ceará (Camilo Santana) - total de promessas, 20; cumpridas, 08: cumpridas em parte, 09; não cumpridas, 03. Avaliação: 85%
  5. Pará (Simão Jatene) - total de promessas, 30; cumpridas, 12: cumpridas em parte, 13; não cumpridas, 05. Avaliação: 83%
  6. São Paulo -  total de promessas, 37; cumpridas, 24: cumpridas em parte, 11; não cumpridas, 2. Avaliação: 95% 79%
  7. Amazonas (Amazonino Mendes) -  total de promessas, 18; cumpridas, 06: cumpridas em parte, 07; não cumpridas, 06. Avaliação: 72%
  8. Mato Grosso do Sul (Reinaldo Azambuja) - total de promessas, 23; cumpridas, 11: cumpridas em parte, 04; não cumpridas, 08. Avaliação: 70%
  9. Santa Catarina (Raimundo Colombo) - total de promessas, 23; cumpridas, 04: cumpridas em parte, 12; não cumpridas, 07. Avaliação: 70%
  10. Amapá (Waldez Góes) - total de promessas, 34; cumpridas, 12: cumpridas em parte, 11; não cumpridas, 11. Avaliação: 68% 
  11. Pernambuco (Paulo Câmara) - total de promessas, 39; cumpridas, 11: cumpridas em parte, 15; não cumpridas, 13. Avaliação: 67%
  12. Mato Grosso (Pedro Taques) - total de promessas, 23; cumpridas, 11: cumpridas em parte, 04; não cumpridas, 08. Avaliação: 65%
  13. Paraíba (Ricardo Coutinho) -  total de promessas, 66; cumpridas, 31: cumpridas em parte, 12; não cumpridas, 23. Avaliação: 65%
  14. Rio Grande do Sul (Ivo Sartori) - : total de promessas, 20; cumpridas, 06: cumpridas em parte, 07; não cumpridas, 07. Avaliação: 65%
  15. Piauí (Wellington Dias) - total de promessas, 25; cumpridas, 04: cumpridas em parte, 12; não cumpridas, 09. Avaliação: 64%
  16. Bahia (Rui Costa) - total de promessas, 115; cumpridas, 54: cumpridas em parte, 20; não cumpridas, 41. Avaliação: 64%
  17. Tocantins (Marcelo Miranda) -  total de promessas, 32; cumpridas, 10: cumpridas em parte, 11; não cumpridas, 11. Avaliação: 63%
  18. Alagoas (Renan Filho) - total de promessas, 21; cumpridas, 09: cumpridas em parte, 04; não cumpridas, 08. Avaliação: 62%
  19. Espírito Santo (Paulo Hartung) - total de promessas, 31; cumpridas, 12: cumpridas em parte, 07; não cumpridas, 12. Avaliação: 62%
  20. Paraná (Roberto Richa) - total de promessas, 76; cumpridas, 17: cumpridas em parte, 30; não cumpridas, 29. Avaliação: 62%
  21. Sergipe (Jackson Barreto) - total de promessas, 61; cumpridas, 21: cumpridas em parte, 16; não cumpridas, 24. Avaliação: 61%
  22. Roraima (Confúcio Moura) - total de promessas, 33; cumpridas, 14: cumpridas em parte, 15; não cumpridas, 04. Avaliação: 53%
  23. Minas Gerais (Fernando Pimentel) - total de promessas, 23; cumpridas, 09: cumpridas em parte, 03; não cumpridas, 11. Avaliação: : 52%
  24.  Distrito Federal (Rodrigo Rollemberg) - total de promessas, 29; cumpridas, 06: cumpridas em parte, 09; não cumpridas, 14. Avaliação:: 52%
  25. Rio Grande do Norte (Robison Faria) - total de promessas, 38; cumpridas, 07: cumpridas em parte, 11; não cumpridas, 20. Avaliação:: 47%
  26. Rio de Janeiro (Fernando Pezão) - total de promessas, 34; cumpridas, 06: cumpridas em parte, 04; não cumpridas, 18. Avaliação:: 47%
  27. Acre (Tião Viana) - total de promessas, 25; cumpridas, 02: cumpridas em parte, 02; não cumpridas, 21. Avaliação:: 16%

Nenhum comentário: