18 de jul de 2018

Concessões de rodovias vão garantir maior escoamento da produção e fortalecer agronegócio, diz Henrique Meirelles

GIRO ECONÔMICO

Em entrevista ao Canal Rural, segunda-feira (16), o presidenciável Henrique Meirelles (MDB) afirmou que o alto custo do transporte para o produtor e para o consumidor brasileiro prejudica a vinda de investidores internacionais. Além disso, confia no potencial brasileiro. Segundo Meirelles outra demanda que preocupa os investidores internacionais é a falta de segurança nas políticas econômicas. 

“A segurança da política econômica, a segurança do governo, de leis que serão mantidas, contratos que serão respeitados. Tudo isso é que vai fazer que os investimentos viessem para o Brasil e que vai fazer, de fato, com que a gente possa resolver a questão dos transportes, que é um dos grandes gargalos do agronegócio brasileiro", disse. Para o pré-candidato, o Brasil precisa continuar com as reformas para tentar consolidar um crescimento econômico do país.

Meirelles espera, também, discutir com os setores responsáveis a necessidade de uma reforma trabalhista específica para o setor agrícola, “mais adaptada aos negócios e às necessidades da cultura brasileira e da agropecuária”. Leia mais em MARANHÃO HOJE.

Exportação - O senador Roberto Rocha (PSDB) recebeu, indiretamente, um elogio do presidenciável Ciro Gomes (PDT), apesar de estarem em campos políticos opostos, a uma de suas principais iniciativas: a criação da Zona de Exportação (Zema). Segundo o pedetista, ele não apenas é a favor como pretende estimular esse tipo de empreendimento em todo o país e diz que um dos melhores exemplos de bom funcionamento de ZPE está no seu estado, o Ceará, onde funciona uma das poucas da América Latina. 

Ministro - O senador João Alberto (MDB) fez na última segunda-feira (16), na solenidade de reinauguração da sede do diretório municipal seu partido em São Luís, uma revelação que até então era desconhecida de muitos. Segundo ele, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva o teria convidado para fazer parte de sua equipe ainda no primeiro governo. Seria o Ministério da Previdência Social, que ele recusou, assim como teria recusado uma indicação para compor o Tribunal de Contas da União (TCU). 

Na palestra para empresários, segunda-feira (16), o 
presidenciável Ciro Gomes com Pablo Rebouças (secretário de 
Governo de São Luís), Antônio Froes (CDL), Cláudio Azevedo (Fiema) 
e Fernando Duailibe (Associação Comercial) 
Conterrâneo - O empresário João Rolim, da Rede Magnólia, se deslocou de Santa Inês até São Luís, segunda-feira (16), para assistir à palestra do pré-candidato do PDT, Ciro Gomes. Quando se encontraram, a recepção não poderia ser melhor. “Olá, conterrâneo!”, disse o presidenciável. 

Sesc Saúde - O Serviço Social do Comércio (Sesc), órgão do Sistema Federação do Comércio (Fecomércio), iniciou nesta terça-feira (17), em Raposa, as atividades do Sesc Saúde no Maranhão, por meio de sua carreta móvel. Em parceria com a Prefeitura Municipal foram oferecidos serviços de aferição de pressão arterial, teste de glicemia, vacinação, distribuirão kits de saúde bucal e preservativos etc e nos próximos dias orientação e diagnósticos sobre câncer de útero e de mama. O objetivo é estender as ações para outros municípios. 

Aposentados - O decreto que antecipa a primeira parcela do 13° salário de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi publicado nesta terça-feira (17) do Diário Oficial da União. A medida prevê que o pagamento ocorra junto com a remuneração de agosto. A primeira parcela do abono anual corresponderá a até 50% do valor do benefício. O valor restante será pago com a remuneração de novembro. De acordo com o governo federal, a medida vai injetar R$ 21 bilhões na economia do país.

Nenhum comentário: