19 de jul de 2018

Índice que serve de base para reajuste do aluguel registra queda em segunda prévia do mês de julho, segundo a FGV

GIRO ECONÔMICO

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, registrou inflação de 0,53% na segunda prévia de julho, taxa inferior ao 1,75% da segunda prévia de junho. Segundo dados divulgados nesta quarta-feira (18) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com a prévia, o IGP-M acumula taxas de inflação de 5,94% no ano e de 8,26% em 12 meses. A queda da taxa foi puxada pelos produtos no varejo e no atacado. 

O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, registrou taxa de 0,52% na segunda prévia de julho. No mês anterior, a taxa foi de 2,24%. O Índice de Preços ao Consumidor, que acompanha a variação de preços do varejo, passou de 0,99% na segunda prévia de junho para 0,39% na segunda prévia de julho.

Por outro lado, o Índice Nacional de Custo da Construção, terceiro subíndice que compõe o IGP-M, subiu de 0,48% para 0,90% no período. A segunda prévia de julho foi calculada com base em preços coletados entre os dias 21 de junho de 2018 a 10 de julho.

Licitação - Entra em vigor nesta quinta-feira (19) o Decreto nº 9.412/2018 que altera os preços das modalidades de licitação, que não são atualizados desde 1998 – até R$ 15 mil para obras e serviços de engenharia e R$ 8 mil para os demais bens e serviços comuns. O decreto reajusta em 120% esses limites, elevando-os para R$ 33 mil e R$ 17,6 mil, respectivamente. Os valores alterados na Lei nº 8.666/1993 foram reajustados em 120%, que correspondem à metade do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). 

Hotelaria - Boa parte dos empreendimentos hoteleiros de todas as regiões devem receber investimentos este ano. Essa disposição foi manifestada pelos empresários ouvidos em sondagem do Ministério do Turismo, que avaliou as perspectivas do segmento da hotelaria para um período que se estende até outubro próximo. Na região Nordeste, um dos destinos mais procurados, tanto por turistas brasileiros quanto de outros países, as respostas positivas vieram de 66,3% dos empresários consultados. 

O empresário Hélio Silva com o vereador Gutemberg Araújo 
na solenidade em que o Hospital São Domingos foi homenageados 
pela Câmara Municipal de São Luís pelos serviços de 
excelência na área de Oncologia 
Meirelles - O MDB ainda não confirmou a participação do seu pré-candidato a presidente da República, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, na convenção estadual do partido, dia 29, quando deve oficializar suas candidaturas ao Governo do Estado, Senado, Câmara Federal e Assembleia Legislativa. 

Licença - Em entrevista ao Ponto Final, programa da Mirante AM nesta quarta-feira (18), o superintendente estadual do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Maurício Itapary, justificou a exigência do órgão sobre obtenção de licença sobre arqueologia pelas empresas de construção civil para fazerem novas edificações. Segundo ele, essa certidão é obrigatória para licença ambiental, pois é preciso haver proteção de áreas que podem ter importância para pesquisas por arqueologistas. 

Cachaça - Quinta e sexta-feira (dias 26 e 27) da próxima semana, será realizado em Pastos Bons o I Seminário Estadual da Cachaça Maranhense de Alambique, evento promovido pelo Sindicato da Indústria de Bebidas em parceria com a Federação das Indústrias. Durante o evento os participantes vão ser orientados sobre como obter registro de seus produtos e gestão de negócios, serem informados sobre a produção no sertão maranhense e participarão de uma atividade de campo, sobre produção da aguardente.

Nenhum comentário: