20 de jul de 2018

Lançado a presidente pelo PDT, Ciro Gomes se compara a Brizola e promete "defender e proteger" o povo brasileiro

Oficializado candidato a presidente da República nesta sexta-feira (20), Ciro Gomes se comparou ao ex-governador Leonel Brizola, fundador do PDT, que morreu em 2004.  "Recebo esta grave missão do PDT do meu amigo Leonel Brizola, porque quero cuidar do nosso povo. Quero protegê-lo", disse. Ciro Gomes defendeu uma campanha em que o debate de ideias prevaleça sobre o ódio: "O Brasil não vai sair desta situação difícil na base do nós contra eles".

Depois de aclamado candidato a presidente, Ciro Gomes fez um discurso de quase 30 minutos, no qual apresentou suas principais proposta. "A primeira e mais urgente tarefa é gerar empregos", afirmou para uma plateia de aproximadamente 800 pessoas que lotavam o auditório da sede nacional do PDT.

Para gerar empregos, Ciro Gomes disse que é preciso investir em ciência, tecnologia e inovação, bem como recuperar a indústria brasileira. Ele enumerou ainda a melhoria da segurança pública, com uma maior participação do governo federal, o aprimoramento da educação e da saúde, além de equilibrar as contas públicas e acabar com privilégios na administração pública. "Mudar o Brasil é preciso e é possível", afirmou.

Ainda sem vice e sem alianças, Ciro convidou "todos as forças políticas" a se juntarem ao PDT para "ajudar a mudar o Brasil".  Leia reportagem em MARANHÃO HOJE.

Nenhum comentário: