28 de jul de 2018

Presidente da Equatorial, Augusto Miranda, minimiza os protestos de empregados da Cepisa com sua privatização

GIRO ECONÔMICO

O presidente da Equatorial Energia, Augusto Miranda, disse nesta quinta-feira (26), que a resistência dos trabalhadores da Companhia Energética do Piauí (Cepisa) contra a privatização da empresa é natural e citou exemplos da atuação da empresa no Pará e Maranhão, onde houve essa transição, para garantir um futuro de eficiência na ex-estatal.

“O processo foi muito tranquilo, de diálogo com os sindicatos, que são muito aguerridos. Mas a gente conseguiu estabelecer um diálogo muito sério, mostrar os benefícios”, disse ele.

A Cepisa foi a primeira das seis distribuidoras da Eletrobras a ser privatizada. No último dia 18, o BNDES havia afirmado que manteria a realização do leilão no dia 26, após uma decisão judicial ter suspendido uma liminar que impedia o leilão das subsidiárias da Eletrobras.

No leilão, seria considerada vencedora a proponente que oferecesse o lance com maior índice de deságio na flexibilização tarifária, que deveria ser acima de zero. A Equatorial Energia SA ofereceu, em envelope lacrado, o índice de 119 pontos. Leia mais em MARANHÃO HOJE.

Mega - Após o prêmio acumulado superior a R$ 73 milhões sair para uma aposta de São Luís, houve uma grande corrida de maranhenses às casas lotéricas em busca do próximo sorteio. A Mega-Sena pode pagar, neste sábado (28), R$ 3 milhões a quem acertar as dezenas. Caso apenas um ganhador leve o prêmio e aplique o valor na poupança, receberá aproximadamente R$ 11 mil em rendimentos mensais. O valor também daria para comprar três carros esportivos ou montar uma frota de cem carros populares. 

Rebanho - Técnicos da Agência de Defesa Agropecuária (Aged) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vão se reunir na próxima segunda-feira (31) para um encontro de dados sobre o rebanho de bovinos e bubalinos no Maranhão, que, segundo o Censo Agropecuário, seria de 5,5 milhões, porém pelos levantamentos do órgão estadual passa de 7,2 milhões a quantidade desses animais. Segundo o diretor da Aged, Sebastião Anchieta, o estado já estaria próximo de um rebanho superior a 8 milhões. 

Celso Gonçalo, que preside o Conselho da Pequena Empresa (Copem)

 com Ana Rute Mendonca (E), presidente do Sindicato da Indústria de

 Malharias (Sindivest) e a nova presidente do Sindipan, Francina Andrade 
Debates - As emissoras de rádio e televisão do Maranhão ainda não divulgaram seus calendários de debates com candidatos a governador, mas o primeiro com presidentes da República está marcada para dia 08 de agosto na Bandeirantes. 

Comércio - A Federação do Comércio informa que dia 28 de julho, feriado estadual de Adesão do Maranhão à Independência, o comércio de rua poderá abrir das 8h às 14h e os de shopping centers, das 14h às 20h, com pagamento de 100% sobre o valor da hora normal e mais gratificação de R$ 50,00 ao final do dia, conforme acordo firmado por meio da Convenção Coletiva de Trabalho. Os supermercados e as farmácias, consideradas atividades essenciais, podem funcionar em horário livre nesse dia. 

Indústria - O Índice de Confiança da Indústria, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), ficou estável na passagem de junho e julho deste ano. O indicador, divulgado nesta sexta-feira (27) manteve-se em 100,1 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. De junho para julho, houve aumento da confiança em 11 segmentos dos 19 pesquisados. Oito tiveram queda. O Índice da Situação Atual, que mede a confiança do empresário da indústria no momento presente, avançou 3,9 pontos e chegou a 99 pontos.

Nenhum comentário: