5 de set de 2018

Questionado sobre postura de Duarte Júnior à frente do Procon contra empresários, Flávio Dino admite excessos

Um dos momentos mais tensos no Encontro Empresarial com Candidatos ao Governo do Maranhão, nesta terça-feira (04), no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, foi quando o presidente da Associação Comercial do Maranhão, Felipe Mussalém, pediu explicações ao governador Flávio Dino (PCdoB) sobre a atuação do Procon. Mussalém listou uma série de problemas enfrentados pelas empresas pelos excessos do ex-presidente do órgão, Duarte Júnior (foto), que, na ânsia de querer se viabilizar candidato a deputado estadual, teria exposto empresários a situações vexatórias, sem antes procurar solucionar problemas ou mesmo entender o sentido de denúncias anônimas descabidas.

Após listar alguns constrangimentos passados por donos de postos de combustíveis, estabelecimentos de ensino, lojistas, donos de bares, lanchonetes e restaurantes e outros, Mussalém quis saber do governador se ele tinha conhecimento dessas ações, se elas partiam dele e se num eventual segundo governo adotará a mesma política.

Flávio Dino admitiu excessos, disse que até mesmo o ex-secretário de Indústria e Comércio Simplício Araújo relatou situações como as reclamadas pelo presidente da ACM, porém saiu em defesa de Duarte Júnior, dizendo que ele foi responsável pela queda do preço da gasolina, de melhoria no funcionamento das agências bancárias e uma série de outras situações. Se vai adotar a mesma política, que amenizou com a proximidade do período eleitoral, o governador nada disse. Leia mais sobre o encontro em MARANHÃO HOJE.

Um comentário:

Eduardo Rodrigues disse...

Empresário descumpre a lei e depois fica dando uma de injustiçado. Se não queria ser multado que cumprisse com as normas!