10 de out de 2018

De olho nos 30% de Roseana para Haddad, PT quer se reaproximar do Grupo Sarney, diz deputado Zé Inácio


Apesar de ter se unido ao PCdoB para impor, na eleição de domingo passado, dia 07,  a maior derrota já sofrido pelo Grupo Sarney nos últimos 50 anos, o PT não abre mãos dos 30% de votos conquistados pela ex-governadora Roseana Sarney (MDB) e vai tentar convencê-la a declarar apoio a Fernando Haddad na disputa de segundo turno pela Presidência da República.

A informação é do deputado estadual petista reeleito Zé Inácio, que descarta, porém, uma conversa nesse sentido entre as lideranças locais com os membros da família Sarney, missão que deverá ser costurada por alguém da executiva nacional do partido.

De acordo com Zé Inácio, como a coordenação da campanha do petista no estado ficará sob a coordenação do governador reeleito, Flávio Dino (PCdoB), qualquer conversa nesse sentido fica prejudicada por conta da animosidade criada durante a campanha e mais ainda pelo resultado das urnas.

Ele lembra, no entanto, que parte do MDB no Nordeste já declarou apoio ao candidato do PT contra Jair Bolsonaro (PSL), portanto, mesmo havendo divergências locais, setores das duas legendas se entendem muito bem em âmbito nacional, o que facilita a canalização dos votos de Roseana para Haddad. Leia mais sobre aproximação do MDB com PT em MARANHÃO HOJE.

Um comentário:

Unknown disse...

Quem te disse que essa transferência é integral ... ninguém deseja isso... nem o Lulamolusco transferiu tudo pro poste Haddad imagina Rosengana... a taca vai ser geral... podem se juntar... CIRO Louco, a ET de varginha, Boulos ... o MITO vai ganhar de TODOS juntos... é BOLSONARO PRESIDENTE !