2 de out de 2018

Em documento apresentado aos candidatos a presidente da República, CNT defende a privatização de ferrovias

GIRO ECONÔMICO

Com participação de apenas 20,7% da matriz do transporte brasileiro de cargas, o setor ferroviário tem potencial para escoar mais do que as 375,2 bilhões de toneladas-úteis por quilômetro movimentadas em 2017. Para que isso ocorra, é essencial a ampliação da participação da iniciativa privada no setor, já que empresas privadas possuem melhor capacidade de gestão de recursos, conforme defesa da Confederação Nacional do Transporte no documento “O Transporte Move o Brasil – Propostas da CNT aos Candidatos​”. 

 Para a CNT, é necessária a realização de concessões de novos trechos e a prorrogação daquelas com os contratos ainda vigentes, com a revisão das responsabilidades das concessionárias no que tange aos investimentos em expansão da malha. Segundo a Confederação, a renovação dos contratos tem a capacidade de elevar imediatamente os investimentos em infraestrutura ferroviária, possibilitando o aumento da participação do modal na distribuição de cargas do país.

“Para que as ferrovias brasileiras tenham maior eficiência, também é preciso que conflitos urbanos gerados pelo elevado número de passagens em nível e de invasões de faixa de domínio sejam solucionados. Apenas com a mitigação desses problemas, o modal poderá atingir sua plena capacidade”, avalia o diretor-executivo da CNT, Bruno Batista. 

Pesquisa - O Ibope divulga quinta-feira (04) sua última pesquisa sobre intenções de voto para governador e senador no Maranhão. O levantamento foi registrado sexta-feira (28) no TSE sob o protocolo MA-07570/2018. As consultas começaram na mesma data do seu registro e vão até o dia da divulgação. A expectativa é saber se vai confirmar ou descartar a realização de um segundo turno, já que outros institutos garantem que a fatura será liquidada domingo (07) a favor de Flávio Dino (PCdoB). 

Debate - Os maranhenses terão a oportunidade de assistir, na noite desta terça-feira (02), ao primeiro confronto de ideias entre candidatos a governador do Maranhão, com a realização de um debate pela TV Mirante (Globo), já que algumas emissoras tentaram e não conseguiram viabilizá-lo e outras sequer chegaram a trabalhar na sua realização. Foram convidados cinco candidatos: Flávio Dino (PCdoB), Roseana Sarney (MDB), Roberto Rocha (PSDB), Maura Jorge (PSOL) e Odívio Neto (PSOL).

Ônix - A Chevrolet comemora a marca de 1 milhão de unidades produzidas do Onix, o carro mais vendido da América Latina. O marco ocorre seis anos de seu lançamento no mercado brasileiro e simboliza um recorde histórico, já que nenhum outro modelo da marca havia alcançado este volume produtivo em tão curto espaço de tempo. 

Domingos Júnior (C), presidente da Federação das Associações 

Empresariais do Maranhão (Faem), foi um dos homenageados  pela 

Federação das Indústrias na reinauguração do Sesi/Senai de Bacabal. 
No registro, com Marco Moura Silva (E) e Edilson Baldez 
Dívida rural - A Medida Provisória 842/2018, que trata da renegociação de dívidas rurais, é o primeiro item a da pauta a ser analisado pelos senadores após o primeiro turno das eleições. Na última reunião deliberativa realizada em setembro, o texto foi lido e agora está trancando a pauta. O presidente Eunício Oliveira garante que o assunto será votado em dia 09. “Todos aqui ainda teremos mandato pelo menos até 31 de janeiro. Então, vamos cumprir com os compromissos assumidos. Tanto na questão do veto ao piso salarial dos agentes de endemias, como nessa medida provisória”, afirmou. 

Trainee - Até 05 de novembro, a Vale estará recebendo inscrições de jovens interessados em vagas no Programa Global de Trainee da Vale. O objetivo é atrair e desenvolver talentos que irão apoiar a transformação cultural da empresa. "Buscamos pessoas que tenham perfil de liderança, gostem de trabalhar em equipe, curtam projetos inovadores, sejam comunicativos e abertos a novas ideias, e acima de tudo, tenham vontade de aprender e viver novas experiências", diz a diretora de Pessoas da mineradora, Marina Quental.

Nenhum comentário: