28 de out de 2018

Federação das Indústria sedia nesta terça-feira encontro para debater andamento das obras do Porto São Luís


Resultado de imagem para porto sao luis

GIRO ECONÔMICO

Terça-feira (30), na Federação das Indústrias (Fiema), será realizado o Encontro de Negócios Porto São Luís, quando será apresentado às empresas locais a possibilidade de fazer novos negócios. A ação será a partir das 14h e tem como objetivo apresentar para os fornecedores maranhenses as oportunidades de negócios com a Rota Nordeste – EPC Associados, empresa responsável pela construção. 

O evento, organizado pelo Programa de Desenvolvimento de Fornecedores (PDF) e Sindicato da Indústria Construção Civil (Sinduscon), visa a estabelecer o primeiro contato dos empresários locais com os empreendedores do porto, quando poderão interagir também com as apoiadoras e mantenedoras do PDF, como Alumar, Cemar, Eneva, Solar (Coca-Cola) e Vale, assim como empresas de diversas categorias da Construção Civil, Metalurgia, Cerâmica, Automação, Confecção, Alimentação, entre outras.

A primeira parte da obra do Porto São Luís foi iniciada no início do ano, na comunidade Cajueiro, região da Vila Maranhão, na capital maranhense. Com o investimento de R$ 800 milhões, a previsão é que a primeira fase seja concluída em quatro anos. O pico da obra é previsto para ocorrer entre junho de 2019 e abril de 2021. 

Contribuinte - Na próxima reunião da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa na Assembleia Legislativa, o seu presidente, Adriano Sarney (PV), vai apresentar o projeto de lei de sua autoria que cria o Código de Defesa do Contribuinte, que visa a garantir a correta aplicação da legislação tributária, coibindo eventuais abusos e equívocos dos órgãos de arrecadação de impostos. O projeto prevê ainda atenção especial para a microempresa, determinando ao Fisco o critério de dupla visita para lavratura de autos de infração. 

Bacabal - Os eleitores de Bacabal têm uma motivação a mais para ir às urnas neste domingo (28), pois, além da escolha do novo presidente da República, será escolhido, em eleição suplementar, o novo prefeito do município. Cinco candidatos disputam a eleição. São eles: Cesar Brito (PPS 23) pela coligação “Bacabal vai vencer”; Edvan Brandão (PSC) pela coligação “Bacabal em primeiro lugar”; Giselle Veloso (PR) pelo Partido da República; Luizinho Padeiro (PSB); Professor Maninho (PRB). 

Os deputados Stênio Rezende (C) e Raimundo Cutrim (E),
que não retornam na próxima legislatura, botando
os assuntos em dia com os reeleitos Professor Marco
Aurélio e Antônio Pereira (D)
Greve suspensa - Prevaleceu o bom senso e a população de São Luís não corre risco de amanhecer nesta segunda-feira (29), ainda na ressaca do resultado da eleição presidencial, sem poder se locomover. Os rodoviários suspenderam a greve que havia sido anunciada quinta-feira (25). 

Bebida - Assim como no primeiro turno, a Secretaria da Segurança Pública baixou portaria restringindo venda e consumo em locais públicos de bebidas alcoólicas neste domingo (28), dia da eleição. A proibição se estende até à meia-noite e, embora seja questionada por empresários de bares, restaurantes etc, visa a garantir a tranquilidade e a segurança dos eleitores durante a votação, bem como evitar transtornos após a apuração dos votos por conta de comemorações que possam descambar para a violência. 

Energia - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira (26) que a bandeira tarifária que será aplicada nas contas de energia elétrica no mês de novembro será amarela. Assim, haverá uma redução na cobrança em relação aos cinco meses anteriores, quando a bandeira foi vermelha. A bandeira amarela tem custo de R$ 1 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. Já a bandeira vermelha, que vigorava desde junho, prevê cobrança de R$ 5 a cada 100 kWh.

Nenhum comentário: