12 de nov de 2018

Médicos que prestam serviços ao Governo do Estado reclamam que ainda não receberam salários de setembro

Um grupo de médicos que prestam serviços ao Governo do Estado divulgou nesta segunda-feira (12) nota em que repudia o tratamento dispensado pela Secretaria Estadual da Saúde, que ainda não regularizou o pagamento dos salários desses profissionais referentes ao mês de setembro, apesar do acordo firmado no encontro do mês passado com o Sindicato dos Médicos e o Conselho Regional de Medicina (CRM).

Na nota, os profissionais de Medicina protestam ainda contra as péssimas condições de trabalho, com instalações precárias das unidades de saúde, além de falta de equipamentos e medicamentos e outras deficiências.


De acordo com os médicos, no encontro em que foi debatida a crise por atraso nos seus vencimentos, a direção da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), que terceiriza a gestão das unidades de Saúde do Estado, apresentou um plano para pagamento de salários atrasados, na tentativa de regularizar até o final do ano e evitar uma paralisação da categoria, o que traria sérias consequências para a sociedade..

Pelo calendário, ficou estabelecido que o mês de setembro seria quitado dia 10 de novembro; o de outubro, dia 05 de dezembro; e o de novembro, dia 25 de dezembro. Ocorre que até o momento, não houve o pagamento de setembro.

Os médicos lembram na nota que "temos compromissos financeiros, famílias e diversas obrigações. Muitos de nós representamos a única fonte de renda de nossas famílias, e por isso, esperamos, como qualquer cidadão, o pagamento pelos nossos serviços prestados".


Nenhum comentário: