28 de dez. de 2018

Banco da Amazônia divulga lista dos eventos de negócios, culturais e ambientais que patrocinará em 2019 no estado

GIRO ECONÔMICO

O Banco da Amazônia vai financiar, por meio dos Editais Públicos de Patrocínios, em 2019, dez projetos no Maranhão: Sesi Bonecos do Maranhão (Serviço Social da Indústria – São Luís), Agricultura Sustentável na Era Digital – Agrobalsas 2019 (Fundação de Amparo à Pesquisa do Corredor de Exportação Norte – Fapcen - Balsas), 51ª Exposição Agropecuária de Imperatriz – Expoimp (Sindicato Rural de Imperatriz, 14ª Agrofeira de Bacabal (Sindicato Rural de Bacabal), 19ª Feira do Comércio e Indústria de Imperatriz – Fecoimp (Associação Comercial e Industrial de Imperatriz – ACII - Imperatriz), 22ª Exposição Agropecuária de Colinas (Expocolinas - Colinas), Raiz da Chanana (Instituto de Estudos Sociais e Terapias Integrativas – São Luís), Maria Firmina dos Reis Uma Voz Além do Tempo (Núcleo Atmosfera de Dança – São Luís), Mais Verde Sustentável (Associação de Moradores da Cidade Operária – São Luís) e Renda Cidadã (Associação de Mães e Agricultores Familiares de Pindoba – Paço do Lumiar).

Ao todo, serão 112 projetos sociais, culturais, esportivos, ambientais e eventos de negócios, nos estados da Amazônia Legal, área de abrangência do banco, totalizando um desembolso de R$ 2,55 milhões. Leia reportagem completa em MARANHÃO HOJE.

Expoema - Tradicional patrocinador dos eventos agropecuários no Maranhão, o Banco da Amazônia não inclui a Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema) na lista de projetos que vai apoiar em 2019, o que pode ser um sinal de que ela novamente não será realizada. Estão na relação do banco para receber patrocínio a Expoimp (Imperatriz), Agrofeira (Bacabal), Expocolinas (Colina) e Agrobalsas (Balsas). De acordo com o edital, sequer houve pleito para o evento por parte de seus organizadores. 

Investimento - O Banco do Nordeste fechou este ano 55 mil contratos de operações de crédito com recursos do Fundo Constitucional do Nordeste (FNE) no Maranhão, perfazendo num montante de R$ 3,7 bilhões. Desses, R$ 521 mil foram destinados a projetos de grande porte; para as MPEs, foram financiados R$ 266 mil; já com agricultores familiares atendidos pelo Agroamigo foram contratados R$ 247,6 mil em crédito. Do total investido no Estado, a maior parte, R$ 1,9 bilhão, foi direcionada a projetos de infraestrutura. 

Homenageado na noite de comemoração dos 50 anos da Fiema,
 por ter composto a comissão que trabalho pela reconquista de sua 
carta sindical, o empresário Carlos Gaspar ladeado por Edilson 
Baldez (E) e Pedro Robson Holanda da Costa 
Recesso - A exemplo da Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas, Tribunal de Justiça e outros órgãos públicos, as entidades patronais decidiram dar folga para seus empregados nas duas últimas semanas do ano e bateram as portas na sexta-feira (21) para reabrirem somente dia 02 de janeiro.

Bancos - As agências bancárias funcionam normalmente nesta sexta-feira (28), mas após o encerramento do expediente voltam a abrir somente dia 02 de janeiro de 2019, isto é, quatro dias fechadas. Na segunda-feira (31), o expediente será apenas interno, mas os correntistas e poupadores, bem como quem tem contas a pagar, poderão dispor dos serviços das casas lotéricas, do atendimento eletrônico e pela internet. Ainda assim, boletos que vencerem nesse intervalo poderão ser pagos no primeiro dia útil sem multa. 

Gasolina - O último levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aponta que em São Luís a gasolina ainda é vendida a um dos menores preços do Brasil. Com custo médio de R$ 4,06, o produto só é vendido por menos em Curitiba (PR), R$ 3,98; Florianópolis (SC), R$ 4,05; Macapá (AP), R$ 3,94; Manaus (AM), R$ 4,00; e Recife (PE), R$ 4,03. A cidade do Maranhão que tem o preço mais elevado é Pinheiro, R$ 4,51, e o mais baixo é o de São José de Ribamar, R$ 3,99.

Nenhum comentário: