13 de dez de 2018

Levantamento da Anfavea constata um aumento de 49% nas vendas de caminhões nos onze meses deste ano

GIRO ECONÔMICO

As vendas de caminhões novos cresceram 49% de janeiro a novembro deste ano, se comparado ao mesmo período de 2017. Foram 68,4 mil unidades, frente a 45,9 mil no mesmo período do ano anterior, sendo que as vendas de novembro somaram 7,7 mil, o que representa alta de 40,3% frente as 5,5 mil do mesmo mês de 2017 e uma diminuição de 2,7% ante as 7,9 mil de outubro deste ano. Já a produção cresceu 29,7%, com 98,1 mil unidades este ano contra 75,6 mil de 2017. 

Somente em novembro, foram fabricados 10 mil caminhões, o que representou crescimento de 22,3% frente ao mesmo mês do ano passado, mas houve recuo de 8% na comparação com outubro. As exportações de caminhões, por sua vez, caíram 9,8% no acumulado do ano, com 23,5 mil unidades em 2018 e 26,1 mil do ano anterior.

No Maranhão, foram 1.163 unidades no acumulado do ano, 33,99% a mais que as 868 do ano passado. Em novembro, foram 90 contra 115 de outubro, isto é, queda de 27,14%. Na comparação com novembro de 2017, quando foram vendidos 128, a queda foi também de 21,74%. Os dados são da Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).  Leia reportagem em MARANHÃO HOJE.

Aprendizes - A Vale abriu nesta quarta-feira (12) e recebe até 10 de janeiro de 2019 inscrições para o processo seletivo do seu programa Jovem Aprendiz, com 219 vagas para São Luís e 30 para Açailândia, sendo que 50%, preferencialmente, serão destinadas a pessoas com deficiência. Para se inscrever, os jovens deverão residir nestes municípios, ter idade entre 14 e 21 anos, e estar matriculado no 2º ou 3º ano do ensino médio ou já ter concluído estas etapas. Não há limite de idade máxima para pessoas com deficiência. 

Aquisição - E por falar em Vale, a mineradora anunciou nesta terça-feira (11) que assinou acordo com a Hankoe FIP para adquirir a New Steel, empresa que desenvolve tecnologias inovadoras de beneficiamento de minério de ferro e possui patentes de processos de concentração a seco (Fines Dry Magnetic Separation - FDMS) em 56 países. O valor da aquisição é de US$ 500 milhões e a expectativa é de que a transação seja concluída em 2019, após aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). 

A diretora regional do Senac Bahia, Marina Almeida, entregou 
o Certificado e Medalha de Honra ao Mérito Educativo ao diretor 
regional do órgão no Maranhão, José Ahirton Lopes, pela sua 
atuação em favor da educação profissional 
Internet - A União Internacional de Telecomunicações (UIT) divulgou o estudo Measuring the Information Society Report em que confirma ter, o Brasil, a maior carga tributária do mundo sobre os serviços de internet fixa e móvel. O percentual de tributos no país, de acordo com o levantamento, é de 40%, bem acima da média mundial que é de 16%. 

Reconhecimento - Em reconhecimento aos 35 anos à frente da gestão da instituição no Maranhão, o diretor regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), José Ahirton Lopes, recebeu o Certificado e Medalha de Mérito Educativo, no Encontro de Diretores Regionais do Senac 2018, em Campos do Jordão (SP). A iniciativa da homenagem partiu do diretor nacional do órgão, Sidney Cunha, que homenageou também os diretores regionais que estão há mais de dez anos instituição em seus estados. 

Zema - A votação do projeto que cria a Zona de Exportação do Maranhão (Zema), iniciada nesta terça-feira (11) na Comissão de Assuntos Econômicos, será concluída somente na na próxima legislatura em fevereiro de 2019, pois o senador paulista José Serra (PSDB-SP) pediu mais tempo para analisar o texto, enquanto os demais já votaram a favor. A Zema transforma a Ilha de São Luís em área de livre comércio, com instalação de empresas voltadas para produção de bens e serviços destinados ao comércio exterior.

Nenhum comentário: