27 de dez. de 2018

Suposto grupo terrorista estaria planejando atentados em Brasília no dia da posse do presidente Jair Bolsonaro

Um suposto grupo terrorista que estaria ameaçando atentados em Brasília, terça-feira (1° de janeiro), dia da posse de Jair Bolsonaro, vem sendo investigado pela Polícia Federal, segundo informação de O Estado de São Paulodivulgada pelo portal UOL. O grupo teria colocado uma bomba numa igreja de Brazlândia, região administrativa do Distrito Federal, na noite de Natal, artefato que foi encontrado pela Polícia Militar, que o desativou.

Apesar das ameaças, o roteiro da posse do novo presidente não será alterado (leia reportagem em MARANHÃO HOJE).

Segundo a PF, há um texto num site com ameaça ao presidente. Diz a redação: "Se a facada não foi suficiente para matar Bolsonaro, talvez ele venha a ter mais surpresas em algum outro momento, já que não somos os únicos a querer a sua cabeça".

Em outra parte do texto, o grupo diz que "dia 01 de Janeiro de 2019 haverá aqui em Brasília a posse presidencial, e estamos em Brasília e temos armas e mais explosivos estocados".

A Polícia Federal será encarregada da segurança pessoal do presidente, mas outros órgãos também atuarão no evento, como o GSI, o Exército, a Força Nacional e a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal. A investigação sobre a tentativa de atentado na igreja em Brazlândia continuará a ser apurada pela 18ª Delegacia de Polícia Civil.

Nenhum comentário: