12 de jan de 2019

Com lançamento do Centro de Inteligência Artificial, Vale economiza R$ 74 milhões eliminando desperdícios

GIRO ECONÔMICO

A Vale inaugurou nesta quinta-feira (10) um Centro de Inteligência Artificial onde serão desenvolvidas e monitoradas as iniciativas dessa ciência em todas as unidades da empresa no mundo. No AI Center, instalado em Vitória (ES), atuam cerca de 50 profissionais, incluindo cientistas, engenheiros de dados e especialistas de negócios. Os projetos que já foram entregues geraram uma economia de mais de R$ 74 milhões por ano e há previsão de se obter mais R$ 136 milhões de benefício com outras iniciativas em andamento. 

Entre os trabalhos de maior impacto, estão os projetos desenvolvidos na Estrada de Ferro Carajás, voltados a melhorar a segurança e eficiência da ferrovia. De forma geral, a Inteligência Artificial pode ser entendida como a habilidade de máquinas de simular o processo de tomada de decisão dos humanos e de executar tarefas complexas como nós fazemos.

Ela está presente em sistemas muito diferentes, como os utilizados para recomendar sites de compras ou nos carros autônomos. Nos projetos realizados pela Vale, milhões de dados são coletados e analisados com a ajuda de sistemas de Inteligência Artificial e partir disso, são gerados insights que ajudam a prever problemas e influenciam a tomada de decisões. Leia reportagem em MARANHÃO HOJE.

Camelôs - Em entrevista ao programa Passando a Limpo da Nova FM (93.1), quinta-feira (10), o secretário municipal de Trânsito e Transportes de São Luís, Canindé Barros, anunciou que a Prefeitura já tem desenhado o projeto para solucionar reacomodar os camelôs que retirados das praças Deodoro e Panteon, recém requalificadas pela Iphan. Uma parte irá para o antigo Mercado do Produtor, onde funcionou loja de supermercados da Lusitana e Bompreço, e os demais serão distribuídos em casarões das ruas do Sol e Santana. Leia reportagem em MARANHÃO HOJE.

Doação - Nesta quinta-feira (10) a coordenação do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FIA) da cidade de Estreito recebeu do Banco da Amazônia um cheque simbólico na quantia de R$ 100 mil. Outra doação no mesmo valor também foi entregue à instituição na cidade de Caxias Esse valor é parte do Imposto de Renda (IR) devido no exercício de 2018, doado como renúncia fiscal. Além do Maranhão, Rondônia, Mato Grosso e Tocantins também foram contemplados, totalizando doação no valor de 1,8 milhão. 

Os presidentes da Câmara Municipal de São Luís, Osmar
Filho (E), e do Sebrae-MA, Raimundo Coelho, sinalizaram no
 encontro de quinta-feira (10) uma relação mais estreita em favor
 dos micro e pequenos empresários da capital
Construção - O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), fechou 2018 com uma taxa de inflação de 4,41%, acima dos 3,82% de 2017. Com a alta, o custo nacional da construção por metro quadrado ficou em R$ 1.113,88. 

GLP Industrial - A Petrobras reduziu nesta sexta-feira (11) o preço do gás liquefeito de petróleo (GLP para uso industrial e comercial) nas unidades da petroleira. Essa é a primeira redução do GLP industrial em 2019 e a terceira redução consecutiva do GLP industrial. No dia 27 de novembro do ano passado, houve redação em 9,2% no preço do produto, sendo a maior de 2018. Dia 20 de dezembro, a redução foi 4,7%. De acordo com informações da Petrobras, a queda oscila entre 3,3% e 3,6%, dependendo do polo de suprimento. 

Agricultura - A projeção de safra para 2019 divulgada, quinta-feira (10), pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mostra que o Maranhão se destaca em duas culturas - soja e milho - que juntas irão colher mais de 5 milhões de toneladas, ambas com estimativas de crescimento. A soja sairá de uma produção de 2,9 milhões de toneladas em 2018 para 3 milhões este ano, enquanto a de milho, aumentará de 1,8 milhão para 2 milhões de toneladas. Arroz e feijão mostram tendência de queda (leia a reportagem ao lado).

Nenhum comentário: