26 de jan de 2019

Projeto do deputado Hildo Rocha em trâmite na Câmara Federal cria calendário nacional sobre eventos turísticos

GIRO ECONÔMICO

O Brasil poderá ter um Calendário Turístico Oficial para reunir em um só documento todos os eventos turísticos oficiais de municípios do País, mesmo os que não ocorram todos os anos. O projeto é de autoria do deputado pelo Maranhão Hildo Rocha (MDB), para quem esse calendário será formado a partir de informações prestadas voluntariamente pelos próprios municípios, os quais poderão solicitar a inclusão dos eventos a qualquer momento ou, mediante senha, poderão eles mesmos incluir os eventos no site do calendário oficial do Brasil. 

“Todo turista se interessa por examinar as datas em que eventos significativos ocorrem, de maneira a programar sua viagem de maneira a aproveitar a ocasião e conhecer não só os locais, mas também os eventos que lhes dão fama”, afirma Hildo Rocha. Pelo projeto, caberá ao Poder Executivo regulamentar a implementação e o funcionamento do calendário.

“Há inclusive, no texto da proposição, a sugestão de que tal calendário possa ser feito na internet, universalizando o acesso e permitindo que as próprias prefeituras mantenham atualizado o calendário”, acrescenta o parlamentar. Leia mais em MARANHÃO HOJE.

Comércio - O Índice de Confiança do Comércio, medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), caiu 0,2 ponto de dezembro para janeiro, após três meses de alta, e passou para 103,8 pontos, numa escala de zero a 200. Em janeiro, caiu em cinco dos 13 segmentos do comércio, influenciada por uma piora na confiança em relação ao momento presente. O Índice de Situação Atual recuou 2,5 pontos para 94,6 pontos, primeira queda desde maio de 2018. Já em relação aos próximos meses subiu 2,1 para 112,9 pontos. 

Passagens - A partir deste sábado (26), o serviço de transporte coletivo na Ilha de São Luís estará mais caro, pois a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) elevou os preços das passagens para R$ 3,40 nas linhas integradas e R$ 2,95 nas linhas não integradas. Diante do aumento, a Agência de Mobilidade Urbana (MOB) também anunciou reajuste nos preços das linhas semiurbanas, que passaram de R$ 3,10 para R$ 3,40. Os reajustes concedidos ficaram abaixo do que solicitavam as empresas. 

Empossado presidência do Sindicato Empresarial de Hospedagem

 e Alimentação do Maranhão (Sehama), Nonato Luz (C) com o 
antecessor Paulo Coelho e o diretor regional do Senac, Ahirton Lopes
Milho - A primeira operação do ano para remoção de milho dos estoques do governo federal para atender pequenos criadores de animais será realizada no próximo mês, pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). São 13,2 mil toneladas destinadas a estados das regiões Norte e Nordeste. 

Empregos - As micro e pequenas empresas (MPE) geraram em 2018 o maior saldo de empregos formais dos últimos quatro anos. Foram mais de 580 mil novas vagas, um aumento de 67% em relação a 2017. Como as médias e grandes empresas fecharam o ano com um volume negativo de vagas, por terem tido mais demissões do que contratações, coube aos pequenos negócios sustentar a criação de empregos. Em dezembro, houve fechamento de 334,5 mil postos de trabalho, segundo dados do Caged.

Expansão  - A Mr. Kids, rede de vending machines, abriu 11 novas franquias no Nordeste, o equivalente a 22% de todas as novas unidades lançadas pela rede em 2018. E o crescimento da franquia não para por aí: a rede ainda tem grandes planos de expansão nos estados da Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande no Norte e Maranhão e já tem negociados 298 pontos para quem deseja empreender nestes locais. O Nordeste, segundo Antônio Chiarizzi, fundador da rede, oferece boas oportunidades de investimento.

Nenhum comentário: