31 de jan de 2019

Sondagem da Federação das Indústrias sinaliza para uma recuperação do setor de Construção Civil no Maranhão

GIRO ECONÔMICO

O setor da construção civil apresentou, em novembro de 2018, melhora no Maranhão. Segundo a Sondagem da Construção Civil, pesquisa elaborada pela Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema) em parceria a com Confederação Nacional da Indústria (CNI), o nível de atividade passou de 39,1 para 47,3 pontos. Apesar de não se apresentar na faixa mínima satisfatória (50,0 pontos), o crescimento é notável e se aproxima do índice nacional, ficando, inclusive, acima deste. O indicador varia de 0 a 100. Abaixo de 50 sinaliza queda na produção e acima aumento da produção.

No que se refere ao desempenho, a pesquisa indicou que os índices obtiveram melhora, ficando estável apenas a Utilização da Capacidade Ociosa (UCO), com 53 pontos no mês de outubro e no mês de novembro do ano passado. Separando por porte, em média, o desempenho das pequenas empresas foi melhor que o das médias e grandes.

A Sondagem da Construção Civil do Maranhão é elaborada mensalmente pela Fiema e CNI e conta com a participação de empresas da Construção Civil do Maranhão de pequeno, médio ou grande porte. Os questionários foram aplicados de 3 a 14 de dezembro de 2018. Leia mais em MARANHÃO HOJE.

Embrapa - Iniciado nesta quarta-feira (30), prossegue hoje no povoado Vertente, no município de Amapá do Maranhão, o curso sobre manejo de açaizais nativos voltado para técnicos e agroextrativistas, como parte das atividades da Embrapa Cocais no Fundo Amazônia por meio do projeto "Manejo floresta e extrativismo do açaí no Maranhão". O evento conta com a participação técnica da Embrapa Amapá e apoio da Secretaria Estadual de Agricultura Familiar (SAF) e da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão (Agerp). Leia mais em MARANHÃO HOJE.

Eleição - A empresária Luzia Fonseca Rezende, que foi a primeira mulher a presidir a Associação Comercial do Maranhão, ganhou mais destaque em sua passagem pela entidade, nesta terça-feira (29), ao ser eleita presidente do Conselho Superior da entidade, que é formado por ex-presidentes e diretores com vários mandatos acumulados. Luzia vai suceder Júlio Noronha e ficará no posto por dois anos - de 2019 a 2020 - período em que vai tentar manter uma maior aproximação com a diretoria executiva da entidade. 

Eleita presidente do Conselho Superior da Associação Comercial 
do Maranhão, a empresária Luzia Rezende (D) com Maria Jesus 
Fonteles, Eulália das Neves e Douglas Pinho
Aluguel - O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, registrou inflação de 0,01% em janeiro deste ano. A taxa é superior à deflação (queda de preços) de 1,08% de dezembro de 2018. De acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV), o IGP-M acumula inflação de 6,74% em 12 meses. 

Alumar - Vereadores de São Luís fazem, nesta quinta-feira (31), uma visita de inspeção à área de barragens de resíduo de bauxita do Consórcio Alumar, localizada na BR – 135 no Tibiri. A caravana, liderada pelo presidente da Casa, Osmar Filho, chegará ao local por volta das 14h e será recebida pela diretoria da empresa. O objetivo da iniciativa é checar, in loco, o funcionamento dos chamados lagos vermelhos, locais onde são despejados rejeitos de bauxita, substância prejudicial aos seres humanos, a fauna e a flora. 

Golpe - A Receita Federal alertou nesta quarta-feira (30) para a existência de uma página na internet que diz leiloar mercadorias apreendidas pelo órgão. O falso endereço usa inclusive o logotipo da Receita Federal indevidamente, para dar credibilidade ao serviço. Para se cadastrar no site falso, os usuários precisam apresentar documentos como cópia do RG e do CPF, além de comprovante de endereço. Após arrematar a suposta mercadoria, a vítima paga um boleto por e-mail e é orientada a retirar o produto em uma unidade da Receita.

Nenhum comentário: